BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

sexta-feira, novembro 04, 2016

Rinoceronte não comem panquecas>Imaginação>04/11/2016


Daisy estava tomando café da manhã quando um rinoceronte grande e roxo entrou na cozinha, Isso mesmo: um rinoceronte grande e roxo! Ele era grande como um ônibus e roxo como um repolho. Ele também era esfomeado. Por isso, deu uma mordida na panqueca de Daisy e foi para o andar de cima. 

- Mãe, mãe – chamou Daisy – tem um ...
- Fale com seu pai – disse a mãe – ele pega o bicho e joga pela janela
- Pai, pai – gritou Daisy – é grande, é enorme..
- Ah, Daisy – disse ele – a aranha pode esperar.
- Não é uma aranha, é um rinoceronte grande e roxo !
Mas mesmo assim, ninguém prestou atenção.  E assim o rinoceronte ficou muito à vontade. Daisy o viu perto dos casacos, no jardim, no banheiro. E sempre que tentava contar para seus pais, eles não ouviam. Diziam que estavam ocupados.
E os pais de Daisy ficaram ocupados a semana inteira! Então, ela e o rinoceronte ficaram muito amigos. Sentavam no sofá da sala para conversar, brincavam, preparavam pizzas, e o rinoceronte fazia cócegas em Daisy até ela achar que ia explodir de tanto dar risada.  Mas os pais dela não percebiam nada.
Até o dia em que as panquecas acabaram. 
- Quem comeu todas as panquecas? – perguntou o pai. 
- Foi o rinoceronte – disse Daisy
- RINOCERONTES NÃO COMEM PANQUECAS – gritou o pai.
- Esse come – explicou a menina. – Ele estava na cozinha...
- Um rinoceronte? – disse a mãe
- Na cozinha? – perguntou o pai
E o pai e a mãe de Daisy começaram a rir bem alto. 
- O que virá depois? Um tubarão no banheiro? Um urso polar na geladeira?, caçoavam eles.
- Olha ele ali – disse Daisy. Mas o pai e a mãe estavam tão ocupados dando risada, que nem viram.
Então Daisy ficou muito triste e foi para o quintal. O rinoceronte foi atrás, tentou alegrar a Daisy, fazendo cócegas nela, mas não deu certo. 
- Meu pai e minha mãe nunca me escutam – disse ela – parece que eles estão sempre longe... O rinoceronte suspirou profundamente por suas narinas enormes e roxas. 
E a Daisy o abraçou – desculpe, rinoceronte, sua casa fica longe daqui, né?
Ele fez que sim e uma lágrima roxa escorreu  por sua bochecha. Pobre rinoceronte.
Na manhã seguinte, os pais de Daisy fizeram uma surpresa. – Vamos ao zoológico – disse a mãe. – Assim você poderá ver um rinoceronte de verdade. Daisy achou a idéia muito boba, pois já havia um rinoceronte perfeitinho sentado no sofá. Mas ela não disse nada, afinal, de que adiantaria. Ninguém prestaria atenção ...
E assim, foram ao zoológico, onde Daisy viu girafas, papagaios, tigres, cobras.  Até que sua mãe disse – vamos para lá, os rinocerontes ficam do outro lado ! E quando chegaram lá, uma surpresa: uma placa dizendo DESAPARECIDO. RINOCERONTE GRANDE E ROXO.  OBSERVAÇÃO: ADORA PANQUECAS !
- Céus – disse a mãe
- Bom, isso explica o sumiço das panquecas – disse o pai.
E correram para casa. Chegando lá, sabe o que encontraram? O maior e o mais roxo rinoceronte da cidade ! – Eu não disse – falou Daisy, rindo de orelha a orelha.
- Vou ligar para ao zoológico – correu a mãe. E o rinoceronte parecia assustado.
- Para o zoológico não – disse Daisy, temos que mandá-lo para a casa dele, que fica bem longe daqui.
- Então vamos nos apressar, pois o avião para bem longe daqui sai em duas horas.

O rinoceronte fez as malas e depois todos empurraram seu bumbum grande e roxo para dentro do carro, para levá-lo para o aeroporto.
- Vou sentir sua falta – disse Daisy, enquanto o rinoceronte embarcava. Então, ele deu um grande abraço roxo nela. 
Em casa, sem o amigo, Daisy começou a sentir-se muito sozinha de novo. Com quem ela conversaria agora? Quem a escutaria? E sentou no sofá olhando para o lugar vazio que antes era do rinoceronte. Fechou os olhos imaginando seu amigo naquele lugar do sofá novamente. E... surpresa ! Quando abriu os olhos, seu pai e sua mãe estavam sentados lá, perguntando coisas para ela. Falaram de quando ela conheceu o rinoceronte, ela falou das panquecas, das pizzas, de como ele faziam cócegas nela. Aí eles perguntaram da escola, dos outros amigos, do que mais ela gostava de fazer...
Eles escutaram até que ela já não tinha mais nada a dizer. Foi maravilhoso !
À noite, quando a mãe foi colocar Daisy na cama, perguntou – Tem mais alguma coisa que você queira me dizer?  Daisy olhou para a porta do quarto... – não, é só isso – disse ela sorrindo – boa noite !
É que Daisy já tinha visto na porta do quarto um urso polar cor de rosa. Mas essa história fica para uma outra vez !!
Fonte
Fonte
Atividades
Referencial (Área A): Literacia da leitura
Atividade: Mexendo com sentimentos
Enquadramento: Atividade de continuidade 
desenvolvida pela professora bibliotecária em articulação com a professora
Aprendizagens associadas ao trabalho da biblioteca escolar
Conhecimentos/Capacidades
Verbaliza e representa graficamente o que compreendeu
Atitudes e valores
É criativo e autonomo
Sabe escutar os outros
Objetivos 
Observar as imagens e os sons da narração ou da leitura de histórias, a fim de os alunos participarem na sua dramatização, dando-lhe a oportunidade de expressar os significados da história através da ação e palavras
Descrição da atividade
Desenvolvimento (em 3 momentos)
  1. Ler-se-á a história “Os rinocerontes não comem panquecas”, de Anna Kemp, cuja personagem principal apresenta vários sentimentos. A leitura da história deverá ser com entoação e mostrando as ilustrações
  2. Os alunos serão convidados a mimar os sentimentos das personagens, durante a 2ª leitura da história
  3. Os alunos desenharão a personagem de que mais gostaram, e os desenhos farão uma pequena exposição na biblioteca
Recursos
Folhas e lápis de cor
Duração 
45 a 50 minutos
Avaliação
Indicadores de desempenho
Cooperação no trabalho em grupo
Correção e criatividades nas produções realizadas
Instrumentos de avaliação
Registos de observação.
A convivência com o diferente e a tolerância são as questões 
fundamentais deste livro. 

Quem quer este rinoceronte?



Que tal levar um rinoceronte para casa como seu mais novo animal de estimação? Bons argumentos não faltam para qualquer criança. Ele devora o boletim com notas baixas antes que seus pais o vejam, pode servir de cabide ou de abajur, sabe imitar tubarões e ainda segura a corda para você pular. Além, claro, de ter um coração proporcional ao seu tamanho. 

Veja atividades

71EmmDg9r6L
«Quem quer um rinoceronte barato?
Conheço um que está à venda,
Bem gorducho e calado que nem um rato.
Orelhas caídas, cauda sempre a abanar…
De certeza que lá em casa há mil e um
a coisas
Em que ele pode ajudar.»

Saiba como é o rinoceronte






Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios