BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

segunda-feira, fevereiro 04, 2013

A casa barriga > Estímulos literários, poéticos e maternais> 03/02/13


Como é a vida de um bebê dentro da barriga da mãe ?
 Essa pergunta comum a todas as crianças, é o ponto de partida deste belo livro escrito por Sônia Robatto.
Front Cover

Como é a vida de um bebê dentro da barriga da mãe?
Essa pergunta, comum a todas as crianças, é o ponto de partida deste livro escrito por Sonia Robatto e ilustrado por Anita Ljung.
Sonia cria uma narrativa na qual uma menina de 7 anos conta como era a vida dentro da barriga da mãe, lembrando cada momento, como os sons que vinham de fora e a expectativa dos pais.
Livro


A Casa Barriga: Memórias de um Bebê
Sonia Robatto


Quando em morava na Casa-Barriga da minha mãe ficava imaginando como seria o mundo aqui fora. Ouvia vozes falarem de coisas muito estranhas.
O mundo deles se chamava Terra.
O meu mundo não se chamava Terra.
 O nome do meu mundo era Barriga.
No meu mundo eu morava sozinha com a minha mãe.
 Eu sonhava, é verdade, com outros lugares.
Lá dentro da barriga eu escutava as histórias que a minha avó contava para os meus irmãos, as histórias da Terra.
Mas será que tudo isso era de verdade? Será que a Terra existia?
Será que a minha vida não podia ser sempre assim, eu e a minha mãe quietinhas, sem mais ninguém na minha Casa-Barriga?

"Assim vivemos, eu e minha mãe, um tempão, coração batendo junto, o calor dela me aquecendo, a comida dela me alimentando, sonhando os nossos sonhos, inventando as nossas comidas.
Um dia, eu compreendi, muito assustado, que não podia ficar ali para sempre.
Que eu já estava ficando grande demais e a barriga da minha mãe não podia continuar crescendo para sempre.
Eu sentia que tinha que sair dali. Por onde, eu não sabia. Como?
Eu não sabia também. Para onde?
Para aquele mundo que diziam que existia lá fora?
Para a tal Terra?
Minha vida de bebê era muito boa, foi difícil tomar a resolução de sair dali.
A barriga foi ficando cada dia mais apertada, eu quase nem podia me mexer.
Então eu tomei coragem, virei de cabeça para baixo e fiquei lá, perto do lugar que devia ser a porta de saída da barriga da minha mãe, prontinho para sair.
Mas a porta não se abria. Estava fechada, trancada.
O tempo que fiquei de cabeça para baixo não sei dizer.
Mas também eu não podia ficar o resto da minha vida plantando bananeira na barriga da minha mãe. Podia? Nada disso!
Um dia tomei coragem e disse ao coração da minha mãe que estava na hora de sair, ir embora, nascer!
E o coração dela concordou comigo!
Poema do nascer
Por: Kalu Brum

Vem, meu filho!
Que o ventre da Terra
Fecundou as raízes de um novo tempo
Entre as flores adocicadas
Da floresta de minha existência
Trouxe-te para minhas reminiscências
Esculpi-te com barro das estrelas
Moldei-te com ferramentas preciosas
Lapidei os sentimentos e vi surgir
Nas linhas do poema de minha vida
Uma nova que seguirá o rumo
Dos bichos silvestres
Do vento alegre
Das cores do amanhecer
Já posso ver-te a desenhar
Um universo com novas formas
Salpicadas com a alegria de menino
E sabedoria de uma nova velha alma
Que prepara a Mãe para seu novo tempo
Mesmo antes de ver-te
Amo-te com a doçura das entranhas de minha alma
Vem, meu filho, que te espero com calma
Dormias nos braços de Deus
Para acordar no calor dos meus


Texto by krika

Encontrei este livro ao pesquisar moradias...
Logo imaginei uma narração na primeira primeira pessoa, descrevendo a barriga aconchegante da mamãe....
Linda história!
Completarei com esta história abaixo retirado do livro Como surge a vida, de Jefferson Galdino:

" Nossa vida, uma linda história de amor"
Era uma vez um alinda moça que amava um belo rapaz. Eles se conheciam desde crianças e adoravam ver o pôr do sol . Juntinhos contavam as estrelas...
Tinham um sonho também, o de formar uma família com filhinhos...
Como eles se amavam nem queriam mais ficar separados e então...Se casaram...
Eles gostavam muito de dormir abraçadinho, de trocar carícias e beijos, algo qu eos adultos costumam fazer. Esse é um momento de muito amor e felicidade.
Nessa hora o pênis do homem aumanta de tamanho,e ntão ele o coloca dentro da vagina da mulher.Esse ato é chamado de relação sexual. É assim que os espermatozoides saem do pênia do homem e entram no corpo da mulher.
No início o bebê é apenas um pontinho.Nessa fase ele é chamado de ovo ou zigoto,mas aos poucos vai crescendo. Somente no final do segundo mês o bebê passa a ser chamado de feto e é quando os seus braços, mãos, pernas, pés, boca e olhos já estão formados.
Enquanto está na barriga da mãe, ele recebe todo alimento de que precisa por meio do cordão umbelical. Esse cordão está preso no meio da barriga do bebê, local ond efica o umbigo, e é por ele que o bebê recebe tudo de que precisa.
O bebê demora cerca de nove meses para se desenvolver dentro da barriga da mãe. (...)

O bebê do livro conta exatamente sua experiência dentro da barriga de sua mãe, dizendo que lá foi sua primeira casa!

No livro do Jefferson você encontra mais detalhes sobre fecundação, de como surge a vida das plantas, e tem desenhos de fácil entendimento.

Vejam aqui mais sobre este tema

MINHA AVO JA FOI BEBE
Minha avó já foi bebê
A leitura dessa história é uma possibilidade de gerar no aluno uma reflexão prazerosa sobre as transformações provocadas pelo passar do tempo e brincar com o passado, com o presente e com o futuro.

Autora : Paula Sandroni
Ilustrações : Cláudia Scatamacchia

Mariana adorava os sábados. Sábado era dia de passar a tarde na casa da avó Estela. Porém, ela não imaginava que aquela tarde seria muito especial. – Hoje a vó Estela vai lhe mostrar uma coisa do fundo do baú! Mariana foi logo tentando adivinhar o que era, pensando que fosse um brinquedo antigo: – Um pião grandão! Uma pipa colorida! Uma boneca de pano! O texto, sempre bem escrito, de Paula Sandroni e os traços exuberantes das ilustrações de Cláudia Scatamacchia convidam a criança a conhecer o álbum de fotografias da avó de Mariana, seu álbum de bebê. Uma rápida viagem no tempo! A leitura dessa história é uma possibilidade de gerar no aluno uma reflexão prazerosa sobre as transformações provocadas pelo passar do tempo e brincar com o passado, com o presente e com o futuro.
Sugestões:
Confeccionar um álbum com fotos do presente e do passado.
• Contar a história dos pais e/ou avós.
• Resgatar da época dos pais e/ou avós como eram as músicas, a alimentação, as doenças, a escola, as brincadeiras, as festas de aniversário, as ruas do bairro e da cidade, a moda, os carros etc.
 ATIVIDADES
Antes de você iniciar a leitura do livro...
1. Observação: Antes de iniciar a leitura propõe-se que o aluno levante hipóteses sobre a história. É uma maneira lúdica de aproximar a criança do tema tratado no livro.
Sugestões de levantamento de hipóteses a partir do título:
Qual o nome da menina, personagem da história?
Qual a idade dela?
Qual o nome da avó da menina?
Qual a profissão da avó?
Quantos anos tem a avó?
Como a menina descobre que a avó já tinha sido um bebê?
O que a menina mais estranha ao saber que a avó tinha sido um bebê?

Para o aluno
2. Conheça o começo da história, criada pela carioca Paula Sandroni e ilustrada pela paulistana Claudia Scatamacchia. Depois da leitura, use seus conhecimentos e sua imaginação, complete a frase:
– Eu adoro sábado! – gritou Mariana, abraçando a avó.

Sábado era o dia de passar a tarde na casa da vó _________________ – Hoje a vó ____________________ vai lhe mostrar uma coisa do fundo do _________!

Mariana foi logo tentando adivinhar o que era pensando que fosse um
brinquedo _____________________:
– Um pião ___________!Uma pipa__________________! Uma
boneca de ________________!
– Nada disso, _______________. Eu vou mostrar pra você a vó
_____________ quando era ___________!

PARTE 2
LEITURA-DESCOBERTA
ATIVIDADES DURANTE A LEITURA
INTENÇÃO: RESGATAR A LEITURA DO LIVRO
SUGESTÕES DE ATIVIDADES
1. Leitura integral do livro com a intenção de conhecer como a autora abordou assunto e como a ilustradora desenhou os personagens. Selecione duas frases de que tenha gostado: uma dita pela menina e outra dita pela avó. Justifique as escolhas.
2. Conte oralmente a história para as outras turmas.
3. A partir da história, crie outro diálogo entre Mariana e a avó.
4. Imagine que você tem a receita do bolo que a avó de Marina fez para ela. Escreva a receita e socialize com a classe.
5. Liste as coisas que eram diferentes no tempo da avó de Mariana.
6. Crie outro título para o livro.
7. Se você fosse a autora que outra personagem colocaria na história para participar da convivência entre Mariana e sua avó.Justifique sua escolha.

PARTE 3
PÓS-LEITURA
ATIVIDADES APÓS A LEITURA
INTENÇÕES: AMPLIAR O REPERTÓRIO CULTURAL DO ALUNO
TRABALHAR A INTERDISCIPLINARIDADE
1. Com os personagens da história crie móbiles ou confeccione esses personagens em tamanho grande para conviverem por um tempo na escola com vocês
2. Monte, com a classe, um painel com fotos de quando seus pais e outros familiares eram crianças.
3. Peça aos pais e a outros familiares que contem acontecimentos de quando eles eram crianças. Socialize com a classe.
4. Crie um álbum de fotos da classe com a intenção de registrar os melhores momentos da turma..
5. Investigue sobre os principais brinquedos e brincadeiras infantis do tempo dos pais e de outros familiares. E crie Você sabia...
6. Escolha um de seus familiares e entreviste-o com a intenção de saber como foi sua infância - lazer, escola, hábitos, costumes etc.
7. Conheça outros livros ilustrados por Claudia Scatamacchia e outras histórias criadas por Paula Sandroni.
8. Conheça outras histórias sobre avôs e avós. Socialize com a classe.
Regina Maria Braga
Assessora Pedagógica




Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios