BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

terça-feira, fevereiro 05, 2013

A conquista do dia > Cultura indígena e literária > Sol e lua > 05/02/13


Nancy Ventura
Ninete Rocha
 Ilust.Simone Matias


Dia e noite são necessários à vida na Terra.
O primeiro traz a claridade e a força necessárias para o trabalho; o segundo, a tranquilidade para  descanso.
No início, a Terra era sempre escura e as pessoas viviam tristes, sem conhecer a luz do dia, e Kuat e Jay estavam determinados a trazê-la para a Terra.
Só os pássaros desfrutavam da claridade, até que Urubutsin, o urubu-rei, caiu numa armadilha...
Assunto: cultura indígena: a explicação do dia e da noite pela visão das tradições tupis.
Interdisciplinaridade: Ciências da Natureza, Estudos Sociais e Sociologia, História, Língua Portuguesa e Literatura, Geografia e Arte.
Transversalidade: meio ambiente, pluralidade cultural e temas locais.
Propostas: pesquisar outras lendas, fazer um levantamento de palavras tupi e organizar um dicionário.
Indicações:
- Séries iniciais do Ensino Fundamental


A conquista do dia
No principio só havia a noite. Os irmãos Kuát e Iaê – o Sol e a Lua – já haviam sido criados, mas não sabiam como conquistar o dia. Este pertencia a Urubutsim (Urubu-rei), o chefe dos pássaros.  Certo dia os irmãos elaboraram um plano para captura-lo. Construíram um boneco de palha em forma de uma anta, onde depositaram detritos para a criação de algumas larvas. Conforme seu pedido, as moscas voaram até as aves, anunciando o grande banquete que havia por lá, levando também a elas um pouco daquelas larvas, seu alimento preferido, para convencê-las. E tudo ocorreu conforme Kuát e Iaê haviam previsto.
Ao notarem a chegada de Urubutsim, os irmãos agarraram-no pelos pés e o prenderam, exigindo que este lhes entregasse o dia em troca de sua liberdade.
O prisioneiro resistiu por muito tempo, mas acabou cedendo.
Solicitou então ao amigo Jacu que este se enfeitasse com penas de araras vermelhas, canitar e brincos, voasse à aldeia dos pássaros e trouxesse o que os irmãos queriam.
Pouco tempo depois, descia o Jacu com o dia, deixando atrás de si um magnífico rastro de luz, que aos poucos tudo iluminou.
O chefe dos pássaros foi libertado e desde então, pela manhã, surge radiante o dia e à tarde vai se esvaindo, até o anoitecer.
Lenda Indigena – Sem Autor

Sol e Lua
Nelson de Oliveira


Capa Amarela
Quando não estão dormindo, o velho que cuida do sol e a velha que cuida da lua vivem brigando. Ele está doido para roubar a lua dela e ela está louca para ficar com o sol dele.
Parece que esta história não vai acabar nada bem...Ou será que vai?
 Escrito por Nelson de Oliveira e ilustrado por Teodoro Adorno, este livro narra a disputa entre um velho, que cuida do Sol, e uma velha, que cuida da Lua.
O velho quer tomar a Lua da velha e ela, por sua vez, quer ficar com o Sol dele.
Os dois não se gostam. Discutem o tempo todo.
Um dia, depois de uma briga, acidentalmente, Sol e Lua escapam.
Agora eles estão soltos pela galáxia e isso muda a vida desses briguentos.
Dobraduras:

Texto by krika
Uma noção do que é respeitar o que é dos outros....
O velho que cuida do sol detesta a velha que cuida da lua.
Assim a velha também detesta quem cuida do sol....
Uma briga sem fim!
Tudo por causa de inveja...Um queria a lua e tinha o sol e outro tinha a lua e queria o sol....
Igualzinho a gente...Queremos o que não temos e desfazemos de tudo que temos.....
Vida sem reino absoluto!
Um falava mal do outro....Igual pessoas fofoqueiras!
O velho na frente da velha elogiava a velha dizendo que ela era bonita e elegante...Tudo porque queria a lua emprestada... E assim a velha trocava elogios com o velho...Dizia que ele era charmoso e distinto.Tudo para pedir o sol emprestado.
Como um não sedia a sua parte , o velho partiu pra briga. E a velha revidou,claro!
Ficou uma confusão danada.
A terra do sol ficou sem o sol e o país da lua ficou sem a lua.
Isso que dá, querer tudo pra si!
Agora eles terão que viver no escuro.
Pior que um não pede desculpas para o outro. São teimosos e orgulhosos...
Mas, enfim, um dia decidiram fazer as pazes com beijos e cafunés.
Agora o velho e a velha passam os dias e as noites assim, vendo o pôr -do-sol e o nascer da lua.
Seria tão bom se as pessoas também pensassem assim como estes velhos , não é?
Cada um tem um pouquinho e se unem para a felicidade e deleite de todos!

Máscara de sol em papel machê
Materiais:
★ Papel de seda nas cores laranja e amarelo cortado em tiras largas
★ Massinha de modelar
★ Pincel grosso
★ 1 caixa de sapato
★ Cola branca
★ Tesoura
★ 1 bexiga cheia
★ Elástico
★ Purpurina ou glitter dourado
1. Com a massinha, faça sobrancelha, nariz e boca na bexiga.
2. Com a ajuda do pincel, passe cola na bexiga. Cole as tiras de papel de seda, deixando uma sobra para fora da bexiga. Faça cinco camadas de cola e papel. Depois de bem seco, fure a bexiga.
3. Corte o buraco os olhos. Fure as laterais da máscara para render o elástico. Enfeite com purpurina









Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios