BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2016
7 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

terça-feira, dezembro 18, 2012

Respeito é bom e faz bem>Estímulos literários> Pequenas ternuras> 18/12/12


Pequenas ternuras
Perceber que as regras devem ser justas, úteis e claras


Respeito é bom e faz bem
Livro:
Para colorir



A infância é a época em que as virtudes são ensinadas, ou, mais corretamente, adquiridas.
E a virtude do respeito é a que mais necessitamos num mundo cada vez mais diverso, congestionado e interdependente.
O que é exatamente respeito?
 É um jeito bom de ser - e uma maneira de ser bom, dizem os autores.
É uma maneira de se importar com os outros, conosco e com o nosso mundo.
Quando temos a virtude do respeito, tentamos tratar as pessoas e o mundo inteiro com uma dose extra de amor e bondade.
 Deixe que este livro traga para a sua casa a importante mensagem de que nosso mundo tanto precisa: todos merecem respeito.



TRABALHANDO AS RELAÇÕES DE RESPEITO
■Conhecer os significados da palavra respeito;
■Participar de discussões sobre a temática do respeito;
■Ler textos que abordem a temática.
■Confeccionar um cartaz sobre o tema.
Duração das atividades
3 aulas de aproximadamente 50 minutos cada
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
Para vivenciar esta aula, os alunos precisam saber interpretar informações.
Estratégias e recursos da aula
1° MOMENTO
Sugerimos iniciar essa aula reunindo as crianças em uma roda, o professor deverá questionar o grupo sobre o que acham que é respeito.
 De acordo com o que as crianças vão apontando o professor irá registrando no quadro ou em um cartaz.
É importante que esses questionamentos sejam guardados para que ao final do estudo sejam confrontados com o que foi aprendido.
Depois da apresentação das crianças professor poderá apresentar o que os dicionários falam sobre o conceito de respeito e, diante dessas definições, promover uma discussão.
2° MOMENTO
Nesse momento o professor realiza a leitura para a turma do livro: Na minha escola todo mundo é igual de Rossana Ramos.






SOBRE O LIVRO
Uma escola em que todos os alunos convivem em harmonia, procurando superar as diferenças e dificuldades, inclusive físicas, para que todos sejam, realmente, iguais.
Rossana Ramos é doutoranda em Língua Portuguesa pela PUC/SP e diretora da Escola Viva, em Cotia, que tem como trabalho principal a inclusão e a solidariedade. Priscila Sanson, paranaense, trabalha há anos com ilustrações de livros infantis, tendo recebido diversos prêmios.
Depois da leitura do livro o professor poderá promover uma discussão com o grupo sobre as questões abordadas pela autora, levando os alunos a refletirem se na escola deles existem situações semelhantes as que foram abordadas no livro.
Por fim, o professor solicita um registro por escrito de cada criança sobre as situações apontadas durante a discussão.
3º MOMENTO
Nesse momento o professor promove uma conversa e sugere como tema a discussão de situações que tenham acontecido no dia-a-dia de cada criança, em casa, na escola e/ou em outros estabelecimentos que seja considerada uma atitude desrespeitosa e uma atitude respeitosa.
Diante das falas das crianças o professor deverá promover reflexões sobre os relatos e diante das conclusões apresentar o primeiro cartaz com as ideias iniciais acerca do que é respeito, para que analisem os avanços acerca desse conceito após o estudo.
Para finalizar em duplas as crianças produzirão um cartaz, abordando uma temática do respeito (etnia, relações sociais, relações econômicas etc) sendo válido colagens, desenhos, pinturas... o que a criatividade permitir.
Os cartazes poderão ficar expostos nos corredores da escola e as duplas poderão fazer plantões durante o recreio como Vigilantes do Respeito ou algo do gênero, a fim de identificar e ajudar outros colegas da escola a refletir acerca de alguma atitude desrespeitosa.
Recursos Complementares
Sugerimos o livro Atividades com Valores para Estudantes de 7 a 14 Anos de Diane Tillman.
Avaliação
Ao final da aula o professor deverá observar se as crianças:
■Participaram da construção do conceito de respeito;
■Participaram das discussões propostas sobre a temática do respeito a partir das situações encontradas na história lida;
■Confeccionaram os materiais sugeridos (texto, cartaz);
■Envolveram-se na atividade de Vigilantes do Respeito na hora do recreio.
 
   
 
  Respeito é bom   Por que é importante seguir regras?
O que é uma boa regra?
Vamos ler :   Ruth Rocha. O reizinho mandão.



Eu vou contar pra vocês uma história que o meu avô sempre contava.
Ele dizia que essa história aconteceu há muitos e muitos anos, num lugar muito longe daqui.
Nesse lugar tinha um rei, daqueles que têm nas histórias. Da barba branca batendo no peito, da capa vermelha batendo no pé.
Como esse rei era rei de história, era um rei muito bonzinho, muito justo... E tudo o que ele fazia era pro bem do povo.
Vai que esse rei morreu, porque era muito velhinho, e o príncipe, filho do rei, virou rei daquele lugar.
O príncipe era um sujeitinho muito mal-educado, mimado, destes que as mães deles fazem todas as vontades, e eles ficam pensando que são os donos do mundo.
Eu tenho uma porção de amigos assim.
Querem mandar nas brincadeiras...
Querem que a gente faça tudo o que eles gostam...
Quando a gente quer brincar de outra coisa, ficam logo zangados. Vão logo dizendo: “Não brinco mais!”.
E quando as mães deles vêm ver o que aconteceu, se atiram no chão e ficam roxinhos, esperneiam e tudo.
Então as mães deles ficam achando que a gente está maltratando o filhinho delas.
Então, como eu estava contando, o tal do príncipe ficou sendo o rei daquele país.
Precisa ver que reizinho chato que ele ficou! Mandão, teimoso, implicante, xereta!
Ele era tão xereta, tão mandão, que queria mandar em tudo o que acontecia no reino.
Quando eu digo tudo, era tudo mesmo!
A diversão do reizinho era fazer leis e mais leis. E as leis que ele fazia eram as mais absurdas do mundo.
Olha só esta lei: “Fica terminantemente proibido cortar a unha do dedão do pé direito em noite de lua cheia!”.
Agora, por que é que o reizinho queria mandar no dedão das pessoas, isso ninguém jamais vai saber.
Outra lei que ele fez: “É proibido dormir de gorro na primeira quarta-feira do mês”.
Agora, por que é que ele inventou essas tolices, isso ninguém sabia.
Eu tenho a impressão de que era mesmo mania de mandar em tudo.
(...)
Ruth Rocha. O reizinho mandão. São Paulo, Quinteto Editorial, 1997.



1- Releia o trecho do texto:
“(...) essa história aconteceu há muitos e muitos anos, num lugar muito longe daqui.”
De acordo com esse trecho, podemos dizer que a época e o lugar em que a história ocorreu são:
( )indefinidos, isto é, não é possível saber exatamente onde e quando a história se passou.
( )definidos, quer dizer, é possível saber onde e quando a história ocorreu.
2- A pessoa que está narrando conta a história como se estivesse conversando com o leitor. Localize e copie do texto um trecho que confirma essa afirmação.
3- Encontre no texto algumas palavras que qualificam os seguintes personagens: rei (o pai) e príncipe (o reizinho). Copie-as.
4- O reizinho era implicante e xereta. O que significa estas palavras?
5- “A diversão do reizinho era fazer leis e mais leis. E as leis que ele fazia eram as mais absurdas do mundo.” O que você entende por leis absurdas?
6- O reizinho vivia inventando leis. Em sua opinião, por que ele as criava?
7- O que você faria se vivesse naquele reino e fosse informado a respeito dessas leis?
PRODUÇÃO DE TEXTO:
IMAGINE SE... na sua sala de aula, todos pudessem falar ao mesmo tempo, ir ao banheiro quando quisessem, fazer lanche a qualquer hora, brincar de bola, peteca, aviãozinho...
Parece que seria bastante divertido, não é? Mas, com o tempo, todos ficariam cansados e irritados com tanto barulho e desordem. Além disso, a turma deixaria de aprender os conteúdos e faria outras coisas legais como ler boas histórias, contar e estudar novidades, realizar trabalhos em grupo, adquirir novos conhecimentos...
Para organizar a vida das pessoas, seja na família, no trânsito, na escola, etc, é que as leis e as regras existem.
Quando são bem estabelecidas e as pessoas estão de acordo com elas, servem para tornar a convivência melhor e mais organizada.
Falando nisso, o que você acha de criar regras para a sua sala de aula?
 Forme um grupo de cinco integrantes e discutam que regras seriam importantes todos cumprirem.
Tomem notas delas, ilustre e apresentem para a turma o que vocês fizeram.
Depois faremos uma eleição para eleger as mais importantes e necessárias.
As mais importantes, serão ilustradas em cartolina para serem afixadas na sala de aula.  
 "Existe aqui neste mundo muito reizinho mandão.
Mas sempre vão existir os que sabem dizer não!"  

Reizinho ou Reizão? - Diminutivo e aumentativo





Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios