BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2016
7 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

sábado, março 02, 2013

Louca por bichos > Estímulos literários > Artes> Gustavo Rosa > 02/03/13


Louca por Bichos

Não é novidade que a presença de animais de estimação no lar resulta em proveito tanto para os bichos, quanto para humanos.
Porém, a posse de um animal de estimação implica responsabilidades, que devem ser aprendidas bem cedo. Ter um animal de estimação em casa requer aprendizado de cuidados que não podem ser esquecidos.
Esta série O BICHO É MEU AMIGO está voltada para essa misteriosa relação entre a criança e seu animal de estimação e para a reflexão sobre a posse responsável de animais, que envolve muito mais do que vacina, banho e alimentação: envolve troca de afetos, saúde emocional e bem-estar social.
Há pessoas que colecionam figurinhas, selos, moedas, papéis de carta, adesivos.
Depois que crescem, continuam fazendo coleção de sapatos,relógios, canetas e até de carros.
Conheça a história de uma mulher que coleciona amores. Amores conquistados desde criança, amores por animais.
Aprendeu com o galo Bebeto, com o coelho Estevão, e até com uma vaca malhada chamada Brigitte!
E assim foi com cada bichinho que passou por sua vida ao longo dos anos.
Vocês acreditam que ela já falou "cachorrês", "maritaquês", e que ultimamente anda falando "gatês"?
É que agora ela inventou um novo companheiro de jornada: um gato preto chamado Hermes...
Se você também gosta de colecionar amigos diferentes, divirta-se com essa louca história de amor pelos animais!
Assunto: posse responsável de animais de estimação.
Interdisciplinaridade: Identidade e Autonomia, Corpo e Movimento, Estudos Sociais e Sociologia, Psicologia, Ciências da Natureza, Língua Portuguesa e Literatura.
Transversalidade: saúde emocional, ética, cidadania, pluralidade cultural e meio ambiente.
Propostas: elaborar um texto contando experiências vividas com animais domésticos.
Indicações:
- Séries iniciais e intermediárias do Ensino Fundamental
Vejam alguns trechos aqui:
Estou apresentando a galinha e o coelho.
Na obra a autora conta  histórias com outros animais também.






Animais Domésticos -
O que podemos aprender sobre eles.

• Conhecer mais sobre alguns animais do nosso cotidiano;
• Refletir sobre as características individuais de cada animal;
• Conscientizar sobre a importância de cuidar, proteger e dar carinho aos animais;
Duração das atividades
Duas aulas de 1 hora cada.
Estratégias e recursos da aula
1º Momento: Música e Rodinha
1. Música: “Bicharada” – Saltimbancos
Au, au, au. Hi-ho hi-ho.
Miau, miau, miau. Cocorocó.
O animal é tão bacana
Mas também não é nenhum banana.
Au, au, au. Hi-ho hi-ho.
Miau, miau, miau. Cocorocó.
Quando a porca torce o rabo
Pode ser o diabo
E ora vejam só.
Au, au, au. Cocorocó.
Era uma vez
(E é ainda)
certo país
(E é ainda)
Onde os animais
Eram tratados como bestas
(São ainda, são ainda)
Tinha um barão
(Tem ainda)
Espertalhão
(Tem ainda)
Nunca trabalhava
E então achava a vida linda
(E acha ainda, e acha ainda)
Au, au, au. Hi-ho hi-ho.
Miau, miau, miau. Cocorocó.
O animal é paciente
Mas também não é nenhum demente.
Au, au, au. Hi-ho hi-ho.
Miau, miau, miau. Cocorocó.
Quando o homem exagera
Bicho vira fera
E ora vejam só.
Au, au, au. Cocorocó.
Puxa, jumento
(Só puxava)
Choca galinha
(Só chocava)
Rápido, cachorro
Guarda a casa, corre e volta
(Só corria, só voltava).
Mas chega um dia
(Chega um dia)
Que o bicho chia
(Bicho chia)
Bota pra quebrar
E eu quero ver quem paga o pato
Pois vai ser um saco de gatos
Au, au, au. Hi-ho hi-ho.
Miau, miau, miau. Cocorocó.
O animal é tão bacana
Mas também não é nenhum banana.
Au, au, au. Hi-ho hi-ho.
Miau, miau, miau. Cocorocó.
Quando a porca torce o rabo
Pode ser o diabo
E ora vejam só.
Au, au, au. Cocorocó.
Au, au, au. Cocorocó.
Au, au, au. Cocorocó.
2. Rodinha: Conversar com as crianças sobre quais animais domésticos elas conhecem, listar na lousa os nomes dos animais citados e enviar uma pesquisa para casa sobre esses animais (pesquisar hábitos, características, local adequado para viverem, etc.) .
2º Momento: Dinâmica dos animais.
Confeccionar um porta-texto com os nomes e características dos animais escolhidos pelas crianças, pedir que cada uma delas escolha um animal e o imite (explorar sons, hábitos e características físicas).
Terminada a dinâmica ler de forma lúdica e interativa para as crianças as pesquisas (esta leitura pode ser feita através de um teatro de fantoches, onde os personagens são os próprios animais falando de outros animais).
3º Momento:
Confeccionar com as crianças os animais preferidos para cada uma delas. (Pode-se usar garrafas pet, pepelão, retalhos de papel, cola, tesoura e canetinha).
4º Momento:
 Expor a pesquisa transposta no porta-texto e os animais confeccionados para toda a escola.
Avaliação
Esta aula trata de um tema muito interessante para às crianças, a maioria têm ou quer ter um animal de estimação. Trata-se de atividades lúdicas, que exigem uma avaliação observadora de cada aluno, atenta ao seu momento de construção do conhecimento.
 O que exige uma relação direta com a criança a partir das atividades propostas (orais, escritas e dinâmicas), refletindo e investigando as razões para que cada criança escolheu para executar as atividades propostas.
 
Amor Animal: Quem tem, cuida!
Autor : Melina Brasil Silva Resende
Aprenderá a reconhecer e cuidar dos animais de estimação, valorizar outros seres vivos;
 Ampliará a linguagem oral e escrita;
Ampliará o vocabulário.
Duração das atividades
2 aulas de 50 minutos I Momento:
Faça um círculo e pergunte para a turma:
Quem tem animais de estimação?
Explicar a diferença entre animais de estimação e de outros animais (tais como silvestres).
Após ouvir, peça para as crianças procurarem em jornais e revistas, figuras de animais que podem ser criados/cuidados em casa (de estimação).
Sugestões de figuras: (cães, gatos, pássaros, iguanas, peixes, etc...).
Cole-as em um cartaz, escrevam seus nomes e deixe exposto na sala. Listar na lousa os “cuidados que se deve ter para que seja possível ter um animalzinho dentro da nossa casa: Exemplos de cuidados: Local adequado para o animal, alimentação correta, higiene do ambiente e do próprio animal, assistência médico-veterinária, etc”...
II Momento:
Apresente para a turma a história “O cachorrinho perdido” de Pedro Bandeira, p. 12 e 13, presente no livro CORAÇÃO DE CRIANÇA - O LIVRO DOS BONS SENTIMENTOS- dos autores Pedro Bandeira e Márcia Kupstas (Ilustrações Avelino Guedes. São Paulo: Ediouro, 2002)
O cachorrinho perdido
Xexéu estava tristíssimo. Seu cachorrinho Farolete tinha sumido!
Mas Xexéu sabia que não adiantava só ficar triste. Era preciso fazer alguma coisa para encontrar o Farolete.
O menino lembrou de uma faixa que tinha visto e resolveu fazer uma igual. Juntou uma porção de folhas de caderno com fita adesiva e escreveu com letras bem grandes: “CACHORRINHO PERDIDO. O NOME DELE É FAROLETE. QUEM ACHAR O FAROLETE VAR RECEBER UMA GRATIFICAÇÃO.”
Pregou a faixa no portão de sua casa, sentou-se no degrau e esperou.
“Na certa vão trazer uma porção de cachorros perdidos que não se chamam Farolete”, pensava o menino. “Tem tanto cachorro perdido por aí...”
Nesse momento, um carro passou e parou perto do portão. Dele desceu uma mulher com um cachorrinho no colo. E era justamente o Farolete!
Xexéu não sabia se ria ou se chorava, abraçado ao seu amigo peludo.
- Encontrei esse cachorrinho aqui perto – explicou a mulher. – E estava rodando pelo bairro porque tinha certeza de que seu dono devia estar muito triste. E agora, qual vai ser a minha gratificação?
- Não sei, dona... É que eu não sei o que quer dizer “gratificação”...
- Ora, quer dizer que você tem de dar alguma coisa boa para a pessoa que achou o cachorrinho.
_ Coisa boa?
A carinha do menino então iluminou-se. Tinha entendido o que era gratificação. Aproximou-se da “achadora de cachorros”, ficou n pontinha dos pés e deu nela um beijo bem estalado!
A mulher sorriu e voltou para o carro, feliz com a gratificação.
Peça para as crianças recontarem a história para assim fazerem um texto coletivo; façam desenhos que demonstrem os cuidados que devemos ter com os animais de estimação e complementem o primeiro cartaz realizado na aula anterior.
Recursos Complementares
Texto “O cachorrinho perdido” de Pedro Bandeira, P. 12 e 13, do livro CORAÇÃO DE CRIANÇA - O LIVRO DOS BONS SENTIMENTOS- dos autores Pedro Bandeira e Márcia Kupstas (Ilustrações Avelino Guedes. São Paulo: Ediouro, 2002)
Avaliação
Analisar se os alunos compreenderam o que são animais de estimação e os cuidados que devem ser tomados e se ampliaram seus conhecimentos da leitura e escrita.
 
Animais de estimação: a presença do animal no universo familiar
 
ANIMAIS DOMÉSTICOS
A maioria das crianças tem ou querem ter um animal de estimação.
Isso faz com que se interessem por esses animais e isso pode ser uma motivação a mais para pesquisar sobre eles.
Aproveite e peça para que os alunos pesquisem sobre seus animais, explicando qual é sua classificação no reino animal, características específicas da espécie e quais os principais cuidados com cada um.
Esse conteúdo pode culminar em uma exposição com esses animais na escola.
Os alunos ficarão bem contentes por compartilhar algumas horas com seus bichinhos preferidos na escola.
Discutir sobre as doenças transmitidas ao homem por animais é muito importante.
Os alunos precisam ter noção de coisas que podem ou não fazer com os animais de estimação para não prejudicá-los e provocar doenças também na família.
Esse assunto também pode ser ampliado para outros tipos de doenças transmitidas por animais, como por exemplo, a doença da “vaca louca”, doenças transmitidas por aves, etc.
Você pode conduzir essa pesquisa de forma que os alunos elaborem panfletos para serem distribuídos à comunidade escolar que mostre como evitar a transmissão por essas doenças.
Como cuidar do seu bichinho de estimação
Ter um animal de estimação exige alguns cuidados importantes e, sem dúvida, muita atenção e carinho com esses bichinhos, pois eles sentem tudo que nós seres humanos sentimos, mas não conseguem expressar como nós.
De modo geral há cuidados básicos que devemos ter com qualquer animal e devemos conhecer esses cuidados para tratar bem de nossos amiguinhos.
Vamos conhecer quais são eles:
Passeios: todo animal que vive preso em apartamento ou acorrentado precisam sair para um passeio pelo menos uma vez por dia.
No caso dos cães, além de ser um exercício é a hora que têm para fazer suas necessidades.
Mas não esqueça de levar um saquinho para recolher as fezes do seu bichinho de estimação, afinal você é responsável por ele.
Viagens: quando for viajar não dá para esquecer dos cuidados com seu bichinho. Se ele puder ir junto, tem que pensar na forma de transportá-lo.
Viajar a noite é sempre melhor para qualquer animal e você também deve lembrar-se de parar algumas vezes para que ele possa fazer as necessidades e tomar água.
Se não puder levá-lo, procure hotéis específicos para animais ou pessoas que gostem e cuidem bem deles.
Higiene: todo animal precisa de cuidados com a higiene e o banho é o mais importante.
Deve-se usar sabão neutro ou xampu para animais. Evitar molhar os olhos e as orelhas e finalmente você deve secar bem o animal.
Evite dar banho em dias frios ou locais onde haja forte corrente de ar, pois podem pegar pneumonia.
Filhotes podem tomar banho a partir dos 45 dias de vida e para os adultos recomenda-se uma vez por mês.
O ambiente onde os animais vivem devem ser limpos diariamente, para não acumular restos de comida ou fezes, que acabam tornando o local propício para proliferação de microrganismos e causar doenças tanto nos animais como nas pessoas que lidam com eles.
Alimentação: a alimentação é um fator importante para manutenção da saúde dos animais e existem vários tipos de rações no mercado para qualquer espécie de animal.
A ração é o alimento mais adequado porque contém todos os nutrientes que os animais precisam. Também é necessário fornecer água limpa e fresca para os bichinhos.
Evite dar salgadinhos e doces para os animais, pois isso pode ser prejudicial principalmente para filhotes.
Vacinas: a maioria dos animais precisa de vacinação e para saber qual aplicar em seu bichinho o melhor é consultar um veterinário.
As vacinas evitam o contágio de doenças que podem reduzir o tempo de vida dos animais.
Saúde: fique atento a qualquer modificação no comportamento ou sintomas específicos de seu amigo, como por exemplo, se ele não come, se apresenta feridas na pele, coceira constante, sangue nas fezes, etc.
Qualquer sintoma que não seja normal, leve ele ao veterinário, pois quanto mais cedo for medicado, mais cedo ficará curado.
Os problemas com parasitoses são muito comuns em animais e podem causar desde distúrbios digestivos simples até mesmo levar a morte, assim, é sempre bom consultar o veterinário para saber qual o melhor vermífugo utilizar em cada caso.
Curiosidades
Os animais mamíferos, assim como os humanos, podem ter depressão.
Nos animais de estimação, um dos principais sintomas é a falta de interesse pelas atividades rotineiras, como comer, passear, brincar.
A origem pode ser genética ou causada por doenças, como viroses.
Manter um animal isolado do carinho do dono ou preso em um ambiente pequeno e sem estímulos também pode gerar depressão.
E até mesmo o estado depressivo do dono pode afetar o animal.
(fonte: /http://risada.com/risada/curiosidades/241/curiosidades-sobre-animais)
Obras de Gustavo Rosa



O Ovo ou a Galinha?
Textos lúdicos, enxutos, criativos e rimados, somados às deslumbrantes ilustrações do renomado artista plástico Gustavo Rosa, resultam em um efeito mágico que encanta e diverte os pequenos leitores desta obra.




Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios