BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2016
7 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

domingo, janeiro 20, 2013

Quando Miguel entrou na escola > Guile vai a escola > Estímulos literários > 20/01/13



Coleção Comecinho
Ruth Rocha
Eduardo Rocha
 Livro com textos de fácil entendimento para quem esta chegando agora ao mundo das letras.
Meu irmãozinho me atrapalha;
Meus lápis de cor são só meus;
Quando Miguel entrou na escola;
O dia em que Miguel estava triste.
Quando Miguel Entrou na Escola - Col. Comecinho - Rocha, Ruth
Miguel está com três anos, e hoje é seu primeiro dia na escola, longe do papai e da mamãe. Para alegrar seu netinho, Ruth Rocha escreveu as histórias desta coleção.
Depois, o vovô Eduardo Rocha entrou na brincadeira e desenhou os netinhos Miguel e Pedro como se fossem tatus.
Miguel ficou com muito medo quando soube que iria para a escola.
Será que a professora era legal?
E as outras crianças?
O livro revela as dificuldades do cotidiano das crianças, facilitando aos leitores reconhecer os próprios sentimentos e lidar com as dificuldades
Livro
Livro de imagens
Guile vai a escola
Vejam aqui pequenos textos para alfabetização:

Ah, essas despedidas...
Dizer “tchau” para os filhos já aperta o coração só de pensar.
A jornalista Mariana Ditolvo treinou bastante na licença-maternidade e achou que ia tirar de letra.
Até que o filho Miguel entrou na escola e...
Mariana Ditolvo
Vai ficar longe do seu filho?
10 dicas para tudo dar certo

1. Sempre diga a verdade
Dizer, por exemplo, que só vai até “ali” fazer uma coisinha e, na verdade, demorar horas para voltar, pode causar frustrações nas crianças e retardar o processo de aceitação. Assim, cada despedida vai se tornar um problema. E, sim, essa comunicação tem que acontecer desde bem pequenos: mesmo que eles não entendam completamente.


2. Controle sua ansiedade
O momento da despedida, no geral, é mais difícil para os pais do que para a própria criança. Cuide para que sua angústia e sua insegurança não reflitam diretamente no seu filho. Pais inseguros geram filhos inseguros. Esteja certa de que a pessoa com quem você deixará seu filho ou a escola que escolheu transmitam conforto.


3. Não saia de fininho
Sair à francesa pode fazer com que a criança demore a se adaptar à ausência dos pais. Esse tipo de atitude pode, segundo especialistas, produzir crianças inseguras e medrosas. Diga sempre “tchau”, mesmo que sem alarde. Ele precisa se sentir comunicado, importante. O Miguel chorou todas as vezes que saí escondido. Não valeu a pena.


4. Voltou? Comemore mesmo!
Se seu filho estiver acordado quando você retornar, mostre mesmo o quanto sentiu falta dele. Se estiver dormindo, jamais deixe de ir até ele também. Dê um beijo, ajeite a coberta e ele já vai saber que você esteve por perto. E terá uma noite tranquila.


5. Honre os horários
Um dia me atrasei no trabalho e, quando cheguei para pegar o Miguel, ele era a única criança na escola. Estava lá, sozinho, tocando tambor no colo de uma das berçaristas. Senti uma imensa vontade de chorar e ele demorou um tempo até festejar a minha volta. Faça de tudo para chegar no horário que marcou com ele, pois a demora é angustiante para a criança.


6. O adulto é você
Pode acontecer de seu filho tentar punir você pela ausência temporária. Vai usar artifícios como fingir não ver ou até conhecer você. É a saudade que virou mágoa. E é você que não pode reagir mal, para, claro, não reforçar a tristeza que ele ainda está sentindo. Encare a atitude com naturalidade e tente quebrar o gelo fazendo uma graça ou sugerindo uma brincadeira.


7. Presente todos os dias, não!
Vivemos buscando maneiras de agradar nossos filhos, claro. Mas os presentinhos para suprir nossa ausência é um tipo de erro que, além de criar um mau hábito de cobrar pela recompensa, pode fazer com que ele não manifeste seus reais sentimentos. Segundo os especialistas, facilita formar pessoas inseguras ou manipuladoras. Não quero dizer que não possamos fazer uma surpresa de vez em quando...


8. Acabaram as férias. E agora?
Os deliciosos períodos de convívio diário são seguidos de difíceis separações. É na hora de voltar à rotina que aparecem as dores de barriga, de cabeça, as cobranças. Aproveite ao máximo esses dias mais juntos, mas, quando eles acabarem, não se culpe. No fundo, as crianças gostam de suas atividades de rotina e ficam felizes em retomá-las.


9. Viaje sem dramas
Se você vai viajar e se ausentar por mais de um dia, seja honesta com seu filho. A pessoa que você confiou deixá-lo também é uma aliada. Para os menores, o que vai contar é ele se sentir seguro. Os mais velhos, a partir dos 5 anos, já conseguem ter noção de tempo e uma ideia é criar com ele um calendário, para ele ir contando os dias, mais em tom de brincadeira mesmo.


10. Jamais subestime o que ele sente
Chorar ou agarrar-se ao seu pescoço são reações naturais em crianças de qualquer idade. E o seu papel é sempre de acolhimento. Explique com amor e carinho, e quantas vezes forem necessárias!, que você tem que ir, mas que vai voltar.
Fontes: Ana Merzel, coordenadora de Psicologia do Hospital Albert Einstein (SP); Heloísa Chiattone, psicóloga do Hospital e Maternidade São Luiz (SP); Mariana Tichauer, psicóloga da Equipe de Diagnóstico e Atendimento Clínico (Edac); Quézia Bombonatto, presidente nacional da Associação Brasileira de Psicopedagogia








Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios