BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

terça-feira, dezembro 04, 2012

O bolo de Natal>Estímulos natalinos e literários>Aula instrucional> 04/12/12


A importância de repartir e fazer o bem


“O Bolo de Natal” de Elza Fiúza. Ele conta a história de um confeiteiro muito bondoso que resolveu fazer um bolo para o natal e ajudar três anõezinhos.
Vejam aqui a historinha em disco para baixar:
Atividades da obra
Seu Chiquinho é um confeiteiro pobre, que acolhe em sua casa três anõezinhos também pobres, dizendo: ”Em casa de gente pobre, se come um, comem dois, se comem dois, comem três!”. Os três o ajudam a fazer um bolo de Natal, que vai crescendo, crescendo, a ponto de tomar conta das ruas da cidade. Todo mundo faz fila para provar o bolo, que está delicioso. De repente chega o rei, atraído pelo aroma apetitoso. Depois de comer aquela delícia, nomeia Seu Chiquinho e seus ajudantes a confeiteiros reais. E assim, a bondade foi recompensada.
COMENTÁRIOS SOBRE A OBRA
Fazer o bem sem olhar a quem ou quem faz o bem é recompensado são as idéias transmitidas pela simpática historieta do confeiteiro e seus ajudantes. A linguagem, simples, não trará dificuldades para o leitor iniciante, que também verá na estrutura, de frases curtas e rimadas como versos, um apoio para a leitura.
Além disso, o assunto pode valer uma deliciosa (sem trocadilhos) atividade culinária.
Áreas envolvidas: Língua Portuguesa, Ciências, Educação Artística
Temas transversais: Ética, Pluralidade cultural
Público-alvo: leitor iniciante
PROPOSTAS DE ATIVIDADES
Antes da leitura:
1. Apresente o título do livro aos alunos e pergunte o que eles imaginam que vão ler.
Observe se alguns associam à expressão seu sentido figurado, de “dar bolo”, provocar confusão.
2. Mostre a capa do livro e registre as hipóteses que levantam em relação à ilustração criada por Avelino Guedes. É provável que pensem que é fumaça o que se espalha pela cidade, já que sai por uma chaminé. Pergunte então o que teria acontecido.
Que “bolo” teria dado? Caso persistam afirmando que é fumaça, pergunte o que podem representar as pequenas circunferências coloridas que, para quem conhece a narrativa, sugerem confeitos de decoração para bolo. Lembre-se de que nessa etapa, não existe certo ou errado. O importante é, a partir de indícios, levantar algumas possibilidades de interpretação que serão confirmadas ou não durante a leitura.
Durante a leitura:
1. O texto é todo em rimas. Peça que, durante a leitura, observem as palavras que rimam.
2. Convide os alunos a observar as ilustrações criadas por Avelino Guedes. Como será que foram criadas pelo ilustrador? É provável que percebam a técnica usada: recorte e colagem.
Depois da leitura:
1. Retome a leitura, investigando se os alunos entenderam a seqüência dos fatos. Pergunte também se eles acham que o confeiteiro foi recompensado e por quê. Que grande qualidade ele demonstrou?
E os anões, também foram recompensados? Pelo mesmo motivo?
2. Tanto o confeiteiro quanto os anões eram pobres. Investigue junto aos alunos o que é que, no texto e nas ilustrações, dá essa dica ao leitor.
3. O bolo crescia sem parar. Investigue se os alunos sabem que bolos crescem e o que os fazem crescer. Aproveite para pesquisar como o fermento atua nos alimentos. Ou, então, promova um experimento com fermento de pão, acrescentando-lhe água e farinha (conforme instruções da embalagem de fermento) e espere a massa crescer.
4. Seu Docelino estava preparando um lindo bolo para o dia de Natal. Faça um levantamento sobre o que se prepara na casa dos alunos, para comemorar a data. Vai ser interessante trocar informações sobre tradições ou hábitos familiares.
5. Se quiser, peça aos alunos para pesquisar receitas típicas da época natalina e organize um livrinho do tipo “Nossas receitas de Natal”.
A capa pode ser ilustrada com uma bonita colagem com motivos natalinos, usando a técnica que Avelino empregou para ilustrar o livro. Havendo possibilidade, teste algumas das receitas na escola. A atividade pode render um divertido e especial lanche coletivo de Natal.
6. O confeiteiro se chamava Chiquinho Docelino, nome bem apropriado para um confeiteiro. E os anões, que também passaram a ser confeiteiros, qual poderia ser o nome deles? Proponha um concurso para escolher os nomes dos três anões.
7. Organize uma lista com as palavras que rimam no texto. Peça para que separem as palavras por grupos de rimas: avental, Natal, pessoal, real, igual, imperial / vez, freguês, vocês, três etc. Desafieos a continuar a lista, acrescentando a cada grupo novas palavras que rimem. Se achar oportuno, aproveite as listas para trabalhar questões ortográficas, como o emprego do L ou do U ou do S ou Z em final de palavras. Será que eles perceberam, por exemplo, que quando termina com ês tem acento e com ez não?
8. Façam um levantamento de todos os profissionais que poderiam trabalhar num palácio: cozinheiros, copeiros, sentinelas, camareiros, escudeiros, falcoeiros (sim, os que adestravam os falcões para a caça).
Como muitas dessas palavras trazem a terminação -eiro, aproveite para estudar com eles mais essa questão ortográfica. Vocês podem compor uma lista ou aproveitar o texto, “decalcando-o”:
Vou nomeá-los, neste instante, os confeiteiros do rei!
Vou levá-los pro palácio,
pertinho desta cidade,
 e terão, como trabalho,
 fazer bolos e bolinhos
para Sua Majestade.
O decalque poderia ficar assim, por exemplo:
Vou nomeá-los, neste instante,
os camareiros do rei!
Vou levá-los pro palácio,
pertinho desta cidade,
e terão, como trabalho,
arrumar o quarto
para Sua Majestade.
9. A história de “O bolo de Natal” faz lembrar a passagem bíblica da multiplicação dos pães: Evangelho de Mateus, Cap. 14, versículos 13 a 21 –– a primeira ou Cap. 15, versículos 32 a 39 –– a segunda.
Conte a história para a classe ou pergunte se alguém a conhece e pode contá-la.
10. Uma pessoa necessitada ajudando a outra e depois sendo recompensada é conteúdo de inúmeras histórias da tradição oral.
Conte uma delas, apontando, coletivamente, semelhanças e diferenças com a história que acabaram de ler.

Preparo do bolo - Aula instrucional
Bolo de Natal:
Ingredientes:
2 xícaras de farinha de trigo;
2 xícaras de açúcar;
1 colher (sopa) de fermento Royal;
4 ovos;
1 copo de iogurte natural;
½ copo de azeite;
gotas de chocolate
Modo de preparo:
Bater no liquidificador os ovos, o iogurte, o azeite e o açúcar.
Despejar em uma tigela e acrescentar a farinha e o fermento, mexendo até misturar tudo.
Colocar em uma forma untada e despejar as gotas de chocolate por cima.
 Levar ao forno por aproximadamente 20 minutos.
Dica: para que as gotas não afundem na massa, misture-as com um pouco de Maisena. Depois separe-as com uma peneira.
O chocolate pode ser substituído por passas e frutas cristalizadas.
Vejam aqui fotos dos alunos fazendo o bolo e mais as atividades em classehttp://colegiomarista.org.br/medianeira/multimidia/nivel-ii-prepara-o-bolo-de-natal

A comemoração de Natal
em diferentes cantos do mundo
Descrição de texto.



1- Descrever como é comemorado o Natal em diferentes lugares do mundo.
2- Descobrir as festas populares brasileiras que comemoram o Natal.
3- Preencher um quadro comparativo.
Duração das atividades
3 aulas de 50 min.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
Domínio da leitura de pequenos textos.
Estratégias e recursos da aula
1° momento:
A turma ouve a história "O bolo de Natal"- Coleção Disquinho- em CD- Warner Music Brasil Ltda.






Síntese da história:
"Chiquinho Docelino, um pobre confeiteiro, trabalhava o dia inteiro para ganhar a vida até que um dia apareceram três anõezinhos, também pobrizinhos, se dispondo a ajudá-lo em troca de alguma comida. O bondoso confeiteiro os deixa entrar e pede a eles que o ajudem a preparar um bolo de Natal. Acontece que, com tamanho empenho dos três, o bolo cresceu demais e foi saindo pela chaminé e por todos os cantos da casa, formando uma imensa montanha, não parando mais de crescer. Tal feito chamou a atenção do rei daquele povoado que curioso foi até a casa de seu Chiquinho prová-lo. O final da história acaba sendo uma surpresa para todos e abrirá certamente o apetite das crianças na noite de Natal".
A história é contada até o momento em que o rei vai à casa do confeiteiro e ...
O professor, então, faz um levantamento de hipóteses sobre o final da história.
Somente após este levantamento, o fim da narrativa deve acontecer.
Acontece, a partir da história, uma conversa sobre o Natal.
■Quando acontece?
■O que eles comemoram?
■Como eles comemoram?
■Com quem eles comemoram?
Com esta conversa, o professor tem o conhecimento do que representa o Natal para cada aluno. Assim, os passos a seguir devem ser pautados no que eles já conhecem, no que podem conhecer e respeitando o modo como cada um realiza sua comemoração.



2° momento:
A turma dividida em grupos realiza a leitura do texto "A origem do Natal" - Coleção Magia - Ciranda Cultural - Organização Vera M.L.Silva. (Fonte da imagem scaneada).






A ORIGEM DO NATAL
O NATAL É A FESTA QUE CELEBRA O NASCIMENTO DO MENINO JESUS.
ESTA DATA SÓ PASSOU A SER COMEMORADA NO DIA 25 DE DEZEMBRO, SÉCULO IV, POR DECRETO DO IMPERADOR ROMANO "CONSTANTINO", APÓS SUA  CONVERSÃO SO CRISTIANISMO.
"CONSTANTINO"QUERIA QUE AS FESTAS DOS POVOS ANTIGOS, PARA COMEMORAR  "A CHEGADA DA PRIMAVERA E A VOLTA DA LUZ DO SOL SOB A TERRA", ACONTECESSEM NA MESMA ÉPOCA DAS CELEBRAÇÕES DOS CRISTÃOS PELO NASCIMENTO DO MENINO JESUS.
ENTÃO, ELE DETERMINOU QUA AS FESTAS DURARIAM  DOZE DIAS, COM INÍCIO EM 25 DE DEZEMBRO (NASCIMENTO DE JESUS) E TÉRMINO EM 6 DE JANEIRO COM A FESTA DA ËPIFANIA"9 DIA EM QUE OS MAGOS VISITARAM JESUS).
AO LONGO DOS ANOS, CADA POVO ADAPTOU AS TRADIÇÕES DO NATAL À SUA PRÓPRIA CULTURA.
POR ISSO, EM CADA PARTE DO MUNDO ENCONTRAMOS CONSTUMES DIFERENTES PARA AS FESTAS DESTA ÉPOCA.
MAS TODAS MANTÉM O OBJETIVO ORIGINAL, QUE É CELEBRAR O NASCIMENTO DE JESUS COM GRANDE GRATIDÃO.
NA FINLÂNDIA, A TRADIÇÃO DIZ QUE TODOS DEVEM VISITAR CEMITÉRIOS NA VÉSPERA DE NATAL PARA HOMENAGEAR OS PARENTES FALECIDOS, DEPOIS, AS FAMÍLIAS SE REÚNEM E COMEMORAM JUNTAS COM MUITAA FESTA E ENTUSIASMO.
NA RÚSSIA, DURANTE O REGIME COMUNISTA, AS ÁRVORES DE NATAL FORAM PROIBIDAS E SUBSTITUÍDAS POR ÁRVORES DE "ANO NOVO".
LÁ, O NATAL É COMEMORADO COM UMA CEIA ONDE HÁ MUITO MEL, GRÃOS E FRUTAS,
MAS AS CARNES SÃO PROIBIDAS.
NA AUSTRÁLIA, POR CAUSA DO INTENSO VERÃO, AS FAMÍLIAS FAZEM UM PIQUE-NIQUE NA PRAIA OU NOS PARQUES DA CIDADE E O PRATO PRINCIPAL É O "PERU".
POR SER UM PAÍS QUE MANTÉM AS TRADIÇÕES INGLESAS, OS AUSTRALIANOS TROCAM PRESENTES NA MANHÃ DO DIA 25.
NOS PAÍSES DA ESCANDINÁVIA, AS FESTAS DO NATAL COMEÇAM DIA 13 DE DEZEMBRO,QUANDO ELES COMEMORAM O DIA DE SANTA LUZIA E DESFILAM PELA CIDADE COM TOCHAS ACESAS.
NAS FESTAS, NÃO PODEM FALTAR O PINHEIRO DE NATAL E OS PRESENTES DEPOIS DA CEIA.
NOS PAÍSES ÁRABES, OS CRISTÃOS REPRESENTAM UMA PARTE MUITO PEQUENA DA POPULAÇÃO.
MESMO ASSIM, ELES MANTÉM ALGUMAS TRADIÇÕES. NA MANHÃ DO DIA 25 DE DEZEMBRO REÚNEM A FAMÍLIA PARA LER A BÍBLIA E DEPOIS RECEBEM A "BENÇÃO DA PAZ "QUE, PELA TRADIÇÃO,
É CONCEDIDA POR UM PADRE.
O professor, então, destaca os seguintes trechos:
" O NATAL É A FESTA QUE CELEBRA O NASCIMENTO DO MENINO JESUS."
" ENTÃO, ELE DETERMINOU QUA AS FESTAS DURARIAM DOZE DIAS, COM INÍCIO EM 25 DE DEZEMBRO (NASCIMENTO DE JESUS)"
" AO LONGO DOS ANOS, CADA POVO ADAPTOU AS TRADIÇÕES DO NATAL À SUA PRÓPRIA CULTURA. POR ISSO, EM CADA PARTE DO MUNDO ENCONTRAMOS CONSTUMES DIFERENTES PARA AS FESTAS DESTA ÉPOCA."
O professor divide a turma em 5 grupos e propõe que descubram lendo como é comemorado o Natal em diferentes partes do mundo, seguindo as etapas:
a) Leitura com o grupo do texto que conta como é comemorado o Natal, num determinado lugar do mundo. (Cada grupo recebe o texto de um lugar).
b) Escolha, pelo grupo, da maneira como sua descoberta será contada e realizam a apresentação para o reestante da turma.
c) Localização, no globo ou no planisfério, do lugar que o grupo representa (o globo terrestre ou o planisfério devem estar disponíveis para manuseio dos grupos).
Textos:
1. NA FINLÂNDIA: A TRADIÇÃO DIZ QUE TODOS DEVEM VISITAR CEMITÉRIOS NA VÉSPERA DE NATAL PARA HOMENAGEAR OS PARENTES FALECIDOS, DEPOIS, AS FAMÍLIAS SE REÚNEM E COMEMORAM JUNTAS COM MUITAA FESTA E ENTUSIASMO.
2. NA RÚSSIA: DURANTE O REGIME COMUNISTA, AS ÁRVORES DE NATAL FORAM PROIBIDAS E SUBSTITUÍDAS POR ÁRVORES DE "ANO NOVO". LÁ, O NATAL É COMEMORADO COM UMA CEIA ONDE HÁ MUITO MEL, GRÃOS E FRUTAS, MAS AS CARNES SÃO PROIBIDAS.
3. NA AUSTRÁLIA: POR CAUSA DO INTENSO VERÃO, AS FAMÍLIAS FAZEM UM PIQUE-NIQUE NA PRAIA OU NOS PARQUES DA CIDADE E O PRATO PRINCIPAL É O "PERU". POR SER UM PAÍS QUE MANTÉM AS TRADIÇÕES INGLESAS, OS AUSTRALIANOS TROCAM PRESENTES NA MANHÃ DO DIA 25.
4. NOS PAÍSES DA ESCANDINÁVIA: AS FESTAS DO NATAL COMEÇAM DIA 13 DE DEZEMBRO,QUANDO ELES COMEMORAM O DIA DE SANTA LUZIA E DESFILAM PELA CIDADE COM TOCHAS ACESAS. NAS FESTAS, NÃO PODEM FALTAR O PINHEIRO DE NATAL E OS PRESENTES DEPOIS DA CEIA.
5. NOS PAÍSES ÁRABES: OS CRISTÃOS REPRESENTAM UMA PARTE MUITO PEQUENA DA POPULAÇÃO. MESMO ASSIM, ELES MANTÉM ALGUMAS TRADIÇÕES. NA MANHÃ DO DIA 25 DE DEZEMBRO REÚNEM A FAMÍLIA PARA LER A BÍBLIA E DEPOIS RECEBEM A "BENÇÃO DA PAZ "QUE, PELA TRADIÇÃO, É CONCEDIDA POR UM PADRE.



3° momento:
Depois da apresentação dos diferentes modos de comemoração do Natal pelo mundo, e da localização dos diferentes lugares, é proposta a seguinte atividade:
O professor entrega algumas fichas em branco a cada grupo, que escreve nelas o nome do lugar que representa.
A seguir, explica-se a brincadeira:
1) À turma serão mostradas gravuras, objetos ou palavras.
2) A cada item apresentado, o grupo que relacioná-lo ao seu lugar, deverá levar uma de suas fichas e colocá-la à frente da palavra, do objeto e da gravura.
3) Itens destacados:



fichas com palavras:                                                                
benção da paz
visita ao cemitério
familia reunida
celebraçãod o nascimento de jesus

 gravuras:
árvore de Natal com risco indicando proibição
carne com risco indicando proibição
peru de Natal
tocha acesa

objetos/reálias
pote de mel
grãos e frutas
embrulho de presente
pinheiro de Natal
biblia

A apresentação dos itens devem acontecer de modo que aconteça a variação de lugares. alguns itens apresentarão lugares em comum, mas o último item a ser apresentado deve ser:
celebração do nascimento de Jesus .
Neste item, todos os lugares participarão e a turma deverá refletir o porquê, refletindo, assim, sobre o verdadeiro sentido do Natal.



4° momento:
Preenchimento do quadro- comparativo a partir da atividade realizada com os objetos, reálias e fichas com palavras:
O Natal: festa que celebra o nascimento de Jesus
FINLÂNDIA
RÚSSIA
AUSTRÁLIA
ESCANDINÁVIA
PAÍSES ÁRABES
benção da paz
família reunida
celebração do nascimento de Jesus
visita a cemitério
pinheiro de Natal
presente de Natal
tocha acesa
pote de mel
grãos e frutas
embrulhos de presente
toalha de pique-nique
Bíblia



5° momento:
A turma após o preenchimento coletivo, numa folha de blocão do quadro- comparativo, discute:
■E no BRASIL, como comemoramos?
Voltam, então, à conversa inicial sobre o Natal dos alunos e lança a pergunta:
Será que há outras festas no Brasil que o povo realiza especialmente para comemorar o Natal?
O professor convida a turma a conhecer outras festas populares brasileiras que comemoram o nascimento de Jesus e apresenta à turma um calendário- convite.
Durante uma semana, a turma ouvirá histórias, realizará leituras e observará gravuras referentes a estes festejos.
CINCO DIAS CONHECENDO ALGUNS FESTEJOS NATALINOS
primeiro dia
Folia dos Reis
Rio de Janeiro/São Paulo/Espírito Santo



segundo dia
Festa da Lapinha
Bahia



terceiro dia
Ternos ou Ranchos
Bahia



quarto dia
Pastoril ou Pastorinha
Pará/Alagoas



quinto dia
Terno dos Reis
Rio Grande do Sul



Sugestão: leitura da peça popular "Baile do menino Deus", inspirada no auto popular de reisados, que conta a história de um grupo de brincantes que prepara uma festa de Natal, con jeito muito diferente daquela que vemos nas lojas e na televisão. Ronaldo Correia de Brito e Assis Lima. Baile do menino Deus/ Rio de Janeiro.Objetiva, 2003 Literatura em minha casa, v.5, 4ª série.
Recursos Complementares
■Livros: -Canção de Natal - Charles Dickens. Ed. Companhia das Letras.
-Didática do folclore - Corina Maria Peixoto Ruiz. Ed. Arco - íris, 7 ed, 1995.
■Filmes: DVD A Magia Do Natal - Winter Wonderland - Walt Disney. 2008.
■CD's: - A estrelinha azul. Coleção Disquinhos.
- Contos de uma noite de Natal. Coleção Disquinhos.
- Noite Feliz. Palavra Cantada.Sandra Peres - Paulo Tatit.
Avaliação
As conversas, reflexões feitas e apresentação das descobertas são momentos importantes de avaliação, enriquecida com o preenchimento do quadro- comparativo.


Mais atividades desta obra





Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios