BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2016
7 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

segunda-feira, agosto 20, 2012

Como nasceram as estrelas> Clarice Lispector> Literatura>20/08/12

LEITURA COM TEXTOS BEM ESCRITOS



  O que o aluno poderá aprender com esta aula
* Identificar no texto as características de um gênero literário.
*Construir repertório de leitura.
*Identificar no texto palavras e expressões próprias do gênero literário.
*Reescrever textos respeitando as características do gênero e do autor.
Duração das atividades
3 aulas de 50 minutos
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
Ser leitor e escrito em fase inicial.
Estratégias e recursos da aula
Material necessário:
- Livro "Como nascem as estrelas/ doze lendas brasileiras" Clarice Lispector.
- Folhas com a cópia do texto para os alunos.
Professor, esta aula foi pensada para que seus alunos possam escrever melhor, mas ao invés de fazer a revisão de seus próprios textos, procurando os erros, a proposta de revisão de textos bem escritos, segue outro caminho: encontrar os acertos.
Isto mesmo, já não é novidade a idéia de que quem lê muito escreve melhor.
Mas, não basta somente deixar que os alunos leiam, é importante apresentar e fazer um trabalho direcionado em busca de identificar os recursos utilizados pelos autores para tornar a narrativa mais interessante, bela e instigante.
Primeira atividade: Leitura
Inicie a aula anunciando a leitura do texto A festança na floresta , encontrado no livro Como nasceram as estrelas/ doze lendas brasileiras de Clarice Lispector.
Não se esqueça de mostrar a capa do livro de onde foi retirado o texto. Leia o título, o autor, o ilustrador e a editora.







Essas informações são necessárias para a formação do leitor e precisam ser garantidas a cada leitura do professor.
Faça com seus alunos uma apreciação da capa, observando as imagens o tipo de letra utilizada.
Após a leitura converse com seus alunos sobre a lenda.
Pergunte se eles já conheciam a lenda?
O que acharam do final?
Qual a mensagem que o texto passa?
Deixe que cada um faça livremente os comentários que desejarem sobre a obra.
Segunda atividade: Leitura do texto
Explique que a próxima atividade será uma revisão de texto, mas que ao invés de procurar os erros, eles terão a tarefa de procurar no texto, palavras e formas de escrita que deixam o texto mais bonito.
Neste momento apresente o texto em um projetor ou escrito em letras grandes para que todos possam acompanhar a leitura.
Entregue para cada dupla de alunos uma cópia do texto e faça uma nova leitura, orientando seus alunos a prestarem à atenção nos recursos utilizados pela escritora para deixar o texto “diferente e bonito”.
No link abaixo o professor pode ter acesso ao texto e também ao conteúdo completo do livro.






Uma festança na floresta
(Clarice Lispector)
Estamos no mês de junho, as fogueiras de São João se acendem, balões sobem, já há friozinho e aconchego. Dá para comer batata-doce à meia-noite com café tinindo de quente.
Mas me disseram que a festa não é só nossa. Pois não é que ia haver uma festa da bicharada na selva? E calculei que isso acontecesse no mês de nossos próprios folguedos. Pelo menos é o que garantem os índios da tribo Tembé.
Foi assim: os animais das matas até que estavam ocupados e calmos em relação a seus deveres, pois o dever do animal é existir. Mas eis senão quando surgiu no ar um boato que logo se espalhou alvissareiro num diz-que-diz assanhado. Vinha esse boato trazido pelo canto do sabiá. Como o sabiá, a quanto se sabe, canta pelo mero prazer de cantar, ficaram os bichos em dúvida sobre se era ou não verdade.
E — de repente — começou a chover convite para a tal festança. Quem convidava não dizia quem era, mas todos desconfiaram que a idéia vinha da rainha das selvas brasileiras, a onça, manda-chuva que era. Todos os bichos foram convidados, garantindo-se que na ocasião seria abolida a ferocidade. Até a mãe coruja, que de tão séria e sábia até óculos usava, foi convidada com os seus filhotes.
Quanto às filhas do macaco, doidas para namorar e enfim casar, enfeitaram-se tanto e com tantas bugigangas que pareciam umas — é isso mesmo, pareciam umas verdadeiras macacas.
E quem pensa que a cobra faltou por ser tão nojenta está enganado: apareceu fazendo salamaleques com o corpo escorregadio para chamar atenção.
A noite estava toda iluminada por milhares de vagalumes, pela lua silenciosa e pelas estrelas úmidas. Quanto à orquestra, fiquem certos de que era da melhor qualidade: uma turma de tucanos encarregou-se de tocar em valsa os mais belos grunhidos da mata.
A bicharada estava acesa de alegria, O papagaio foi muito aplaudido quando berrou uma canção alegre, e as macacas casadoiras, penduradas pelos rabos nas árvores, estavam certas de que eram grandes bailarinas.
Bem, a coisa estava no máximo de animação. Mas a onça estava inquieta, doida para atacar. E como não fosse permitida nessa noite a carnificina, ela começou a ser feroz com a língua viperina. Então cantou: “Dona Anita é gorda e roliça que nem uma porca e tem cor de rato.” A Anta danou-se e retirou-se.
A onça, vendo que tinha tido sucesso, cantou uma ofensa horrível contra o jabuti, dizendo que este estava coberto de mosca varejeira. Tanto que o jabuti ofendido foi embora. Depois a onça falou: “Vejam que decote indecente o das filhas do macaco.”As macacas ficaram fulas da vida e só não saíram de lá porque a esperança de arranjar noivo é a última que acaba.
Mas acontece que havia entre os animais o deus dos veados, Arapuá-Tupana, que resolveu acabar com a empáfia da onça e para vencê-la pôs-se a cantar. Os bichos, sabendo que quando o ouvissem morreriam, taparam os ouvidos. Arapuá-Tupana afinal foi embora e a bicharada não morreu. É. Mas os animais haviam perdido o dom da fala, ninguém se compreendia mais. E isso até o dia de hoje. Porque grunhir ou cantar não diz nada. Tudo por causa da onça linguaruda.
Terceira atividade: Revisão de texto bem escrito
Agora inicie junto com a turma a marcação no texto das partes que o deixa mais belo.
Em geral as crianças começam a perceber as palavras diferentes, e depois observam outras características, como os marcadores de tempo, e outros elementos como o uso do pronome para substituir o nome da personagem, do travessão no meio da frase para separar a fala do personagem da do narrador.
Caso seus alunos só identifiquem as palavras diferentes, chame atenção para a forma como a autora escreve utilizando-se de pronomes para substituir o nome das personagens.
Veja os comentários mais comuns quando este texto é trabalhado:
Carnificina = NOVOS VOCÁBULOS neste caso os alunos podem precisar consultar o dicionário, pois algumas vezes marcam a palavra, mas não sabem o significado e cabe o professor ajudá-los a compreender o significado no contexto.
Tinindo de quente = NOVOS VOCÁBULOS -Discuta com os alunos o termo, caso necessário busque a ajuda de um dicionário.
Vencê-la = O LUGAR DO PRONOME - Discuta com os alunos a quem a autora esta se referindo e porque utilizou o pronome.
Quarta atividade - Reescrita
Depois de marcar coletivamente as observações dos alunos, proponha agora, que cada dupla faça a reescrita do texto.
Para essa atividade o professor precisa lembrar aos alunos que a reescrita embora autoral deve procurar contar a história tal qual o enredo original, sendo permitida a escrita do jeito do aluno.
A cada nova reescrita, após as revisões, é esperado que os textos de seus alunos se tornem mais belos, melhorem a coesão, a coerência e a pontuação, além de ampliar o vocabulário.
Quinta atividade – Leitura das reescritas para a turma, com pontuações da professora
Ao final cada dupla pode ler sua reescrita para turma.
Durante as leituras o professor pode chamar à atenção da turma para os momentos em que os alunos se utilizaram de recursos da autora, valorizando o trabalho de revisão de textos bem e escritos e elogiando o trabalho dos alunos, que certamente ganharão em qualidade e beleza.
Algumas notas sobre a aula: Esse trabalho não é garantido apenas com uma aula, é preciso que o professor planeje a periodicidade da atividade. É indicado que faça o trabalho de revisão de textos bem escritos uma vez por semana ou a cada 15 dias.
Utilize autores consagrados na nossa literatura como: Monteiro Lobato, Ana Maria Machado, Ruth Rocha, Clarisse Lispector, Cecília Meireles, dentre outros.
Com o tempo você vai observar que seus alunos não só estarão produzindo textos cada vez melhores como também começarão a ser mais críticos com o que lêem e começarão a identificar o estilo de cada autor.
Recursos Complementares
No site acima o professor encontra um pouco sobre a vida e obra de Clarice Lispector, que poderá trabalhar com seus alunos e outras aulas.
O livro "Fábulas de esopo" de Ruth Rocha, coleção Era outra vez, traz textos curtos recontado pela autora que desperta muito interesse nos alunos e também é um excelente livro para trabalhar essa aula de revisão de textos bem escritos.
Avaliação
Professor avalie seus alunos durante toda a aula, verificando sua participação e interesse.
Com as reescritas você poderá observar quais alunos que se utilizaram dos conhecimentos da aula para compor textos melhores e bem elaborados.



Mais aqui




Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios