BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

quinta-feira, fevereiro 05, 2015

O caso da banana> E das bananas> Estímulos investigativos> 05/02/2015

alt
Angela Lago
Ronaldo S.Coelho
Tema:Comportamento.

A partir de cinco litografias de Angela Lago, Ronaldo Simões Coelho criou um divertido conto em forma de depoimento. 
A voz narrativa é da popular personagem D. Carochinha, e o fato narrado é um mistério em que não apenas as coisas, mas as palavras e as letras saem, caem e escorregam de seus lugares.
 Em O Caso da Banana a leveza do texto dialoga muito bem com a riqueza da imagem e a complexidade tipográfica do projeto gráfico.
SUGESTÕES DE ATIVIDADES:
• Criar novas histórias a partir das Ilustrações;
• Criar novas Ilustrações que contém a história.

FONTE AQUI
Nota do Linguagem:
Pesquisei estes livros e concluí que Angela Lago tinha alguns desenhos. 
Surgiu então  este primeiro livro acima, de forma divertida, através de um depoimento,como uma reportagem.
Depois veio este segundo aqui abaixo:
São histórias diferentes envolvendo mistérios.


O Caso das Bananas

Milton C. Oliveira Filho
Mariana Massarani
Escrito em poesia, o autor apresenta o macaco dando pela falta das bananas.



Quem teria comido as bananas do macaco? 
Esse é o mistério que vem agitando a mata e que vai levar o pequeno leitor a avançar página a página com prazer na leitura do livro. 
Desvendar o caso é a missão da investigadora Coruja. 
Missão nada fácil, pois todos os bichos são suspeitos e, para complicar mais ainda, cada um joga a culpa no outro. 
Não, não assim deslavadamente, mas por meio de enigmáticas insinuações. 
Porém, a Coruja, inteligente como ela só, vai decifrando uma a uma e, seguindo essas pistas, encontra a verdade.
Quem não gosta de uma história de suspense? 
Quem não gosta daquela inquietação para descobrir logo como se resolverá um mistério? 
Pois O Caso das Bananas é puro suspense. 
Enquanto o macaco dormia, suas bananas, pif!, desapareceram.


O caso das bananas
(Milton Célio de Oliveira Filho)


Ao acordar, de manhã, o macaco deu pela falta do seu cacho de bananas.
Procura aqui, procura ali e nada... Algum espertinho levara tudo.

- FUI ROUBADO!

A mata ficou agitada com a notícia. E logo, Dona Coruja, investigadora das mais afamadas, aceitou o novo caso.

CORUJA - Caro Macaco, para começar do começo, melhor a vítima. Primeiro diga-me: Há algum suspeito?

MACACO - Dona Coruja, abomino o preconceito, mas... Soube de um bicho estranho que veio de muito longe. Não é, pois destas bandas. Não duvido que tenha escondido as bananas na bolsa que trazia na barriga.

CORUJA - Hum!!! Tem caroço nesse angu, vamos então ouvir o...

CANGURU - Essa história já conheço. Só por ser um estrangeiro já viro logo suspeito. Pois digo, digo e repito: nesta mata há um tipo ainda mais esquisito, com um rabo bem fornido tal e qual uma lagartixa multiplicada por quatro.

CORUJA – Ora, agora eu me acho. É hora de interrogar o...

LAGARTO – Dona Coruja, eu não tenho nada com o pato. Mas... Tenho um palpite: quem tapeou o macaco vive muito bem na mata, com seu porte de madame e com seu casaco de pintas.

CORUJA – Palpite não conta. Mas não custa ir até a...

ONÇA – Dona coruja tenho cara de malvada, pois quando fico brava... Viro mesmo uma onça. Mas no fundo sou boa-praça. Não quero atirar pedra na vidraça do vizinho. Pense, pense um pouquinho: que bicho aqui desta mata poderia comer tantas bananas sem ficar engasgado? Só mesmo com um pescoço comprido, comprido como um gargalo... Um gargalo de garrafa.

CORUJA – Um gargalo de garrafa? Pois vamos até a...

GIRAFA – Das bananas nem sabia. Juro! Mas o maroto que as levou deve ser muito ladino, com um rabo bem peludo e bigode no focinho.

CORUJA – Ora, ora! Não posso perder a pose. Quero escutar sem muita prosa a...

RAPOSA – Minha cara Coruja sou famosa pela astúcia, mas... Meu negócio são galinhas. Vez ou outra umas uvas. E vou lhe dar umas dicas: pra mim o malandrão é o tal que ostenta uma juba e nunca, nunca perde a majestade.

CORUJA – Pelo sim, pelo não, vamos saber o que diz o...

LEÃO – só lambo o beiço por carne. Bananas? Arre! Nem de graça. Nós os gatos grandes ou pequenos, não nos damos com fruta nem mato. Pra resolver logo o caso, preste atenção na charada: Quem pode subir em árvores embora não tenha patas?

CORUJA – Como é duro o ofício! Porém, mãos à obra, é ora de ouvir a...

COBRA – Dona Coruja ouça: Tudo sobra pra cobra em dobro. Dizem que sou uma víbora. Mas no caso das bananas, creia, sou inocente. Sem querer ser venenosa, achar o larápio é fácil, com sua roupa listrada.

CORUJA – É preciso dar ouvidos a todos de “A” à “Z”. Pois então vamos até a... ZEBRA – No dia dos fatos eu estava fora a visitar o cavalo, que é meu contra parente. Mas pra mim está óbvio: Quem mais poderia agarrar o cacho de bananas sem ter uma grande tromba?

CORUJA – É hora de seguir adiante e conversar com o...

ELEFANTE – Dona Coruja, pouco uso minha tromba de uns tempos pra cá, pois ando só resfriado. Se quiser saber de tudo, consulte quem tudo viu e tudo vê lá do alto.

CORUJA – Agora a porca torce o rabo. Já me vou por ali pra encontrar...

BEM-TE-VI – Vi sim. E vi muito bem o Macaco acordar esfomeado no meio da madrugada. E comer uma, duas e até três bananas de uma única vez, até acabar com o cacho. Mais coitado, não sabia, pois enquanto comia, roncava.

CORUJA – O mistério chega ao fim sem muito pano pra manga. O meu compadre guloso pasmem... É o SONÂMBULO!!!

FONTE:

Releitura e reescrita

Enquanto o macaco dormia as bananas sumiram/ TEATRO

Uma ideia para dramatizar:

Sugestão de dramatização:


Fonte:
MAIS BANANA NO LINGUAGEM
(Mary França e atividades)
O caso das bananas
Informática
Vejam tudo com metodologia





Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios