BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2016
7 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

quarta-feira, novembro 07, 2012

O caso do bolinho> Estímulos instrucionais e literários> 07/11/12


Tatiana Belinky

“O caso do bolinho” é uma história de aventura, que narra a odisséia de um bolinho frito (frito? assado? assado!) desde a janela da vovó até a barriga de uma raposa.
 O bolinho, cansado de esperar para esfriar na janela, resolveu rolar, e foi rolando da janela para a cadeira, da cadeira para a porta, da porta para a rua e logo, logo estava no quintal.
No meio do caminho, ele encontrou uma lebre e um lobo.
Nenhum deles foi páreo para o bolinho, muito safo, que mandou o que hoje seria “um rap” e deu a volta nos dois. Mas ai, veio a raposa…
E a Raposa disse então:
- Que bela canção, Bolinho!
 Pena que eu sou dura de ouvido, não escuto muito bem.
Lindo Bolinho, pula no meu focinho, fica mais pertinho, pra ouvir você direitinho!
O Bolinho pulou no focinho da Raposa, e a Raposa, nhoc!, papou o Bolinho!!!!
Para desenhar e pintar
História

O CASO DO BOLINHO

Era uma vez um vô e uma vó. Um dia o vô acordou e disse:
- Vá, minha velha, e faça um bolinho gostoso pra gente comer.
A Velha pegou dois punhados de farinha, recheou a massa com creme de leite, formou um bolinho redondinho e pôs fogo pra assar.
O bolinho ficou dourado e cheiroso, e a vó o colocou na janela pra esfriar.
No começo o bolinho ficou lá, bem quieto.
Mas logo cansou de estar parado e começou a rolar.
Rolou da janela pra cadeira, da cadeira pro assoalho, do assoalho pra porta, e foi rolando pela porta afora até cair no quintal.
E foi rolando e rolando, do quintal pra porteira e da porteira pra fora, até chegar na estrada. E lá se foi o bolinho rolando pela estrada, até que encontrou uma lebre.
- Bolinho, Bolinho, eu vou papar você - disse a lebre.
- Não me pape não, dona lebre - disse o Bolinho.
- Deixe eu cantar uma canção pra você:
"Eu sou um Bolinho,
Redondo e fofinho,
De creme recheado,
Na manteiga assado,
Deixaram-me esfriando,
Mas eu fugi rolando!
O vô não me pegou,
A vó não me pegou,
Nem você, dona Lebre,
Vai me pegar!"
E saiu rolando, antes que a Lebre pudesse piscar um olho.
Rola que rola, até que encontrou um Lobo.
- Bolinho, Bolinho, eu vou papar você - disse o Lobo.
- Não me pape não, deixe eu cantar uma canção pra você:
"Eu sou um Bolinho,
Redondo e fofinho,
De creme recheado,
Na manteiga assado,
Deixaram-me esfriando,
Mas eu fugi rolando!
O vô não me pegou,
A vó não me pegou,
A Lebre não me pegou,
Nem você, Lobo bobo,
Vai me pegar!"
E saiu rolando, antes que o Lobo pudesse piscar um olho. Rola que rola, até que encontrou uma Raposa.
- Bolinho, Bolinho, pra onde vai rolando? - perguntou a Raposa.
- Pela estrada afora, como você está vendo.
- Bolinho, Bolinho, cante-me uma canção - pediu a Raposa. E o Bolinho cantou:
"Eu sou um Bolinho,
Redondo e fofinho,
De creme recheado,
Na manteiga assado,
Deixaram-me esfriando,
Mas eu fugi rolando!
O vô não me pegou,
A vó não me pegou,
A Lebre não me pegou,
O Lobo não me pegou,
Nem você, dona Raposinha,
Vai me pegar!"
E a Raposa disse então:
- Que bela canção, Bolinho!
Pena que eu sou dura de ouvido, não escuto muito bem. Lindo Bolinho, pula no meu focinho, fica mais pertinho, pra ouvir você direitinho!
O Bolinho pulou no focinho da Raposa, e a Raposa, nhoc!, papou o Bolinho!!!!
http://aartequeencanta.blogspot.com.br/2011/05/o-caso-do-bolinho.html

Atividades











PROPOSTAS DE ATIVIDADES
Livro: O caso do bolinho
Antes da leitura:

1. A história que vão ler lembra alguns contos tradicionais, especialmente O corvo e a raposa, de Esopo (sobretudo pelo final, em que o corvo também é enganado por uma raposa aduladora), e Palha, carvão e fava, registrada pelos irmãos Grimm (principalmente porque os protagonistas desse conto também fogem da cozinha, saem pelo mundo e se dão mal).
Verifique com os alunos se conhecem um desses contos. Se não, deixe para compará-los depois.

2. A esperteza da raposa é fato indiscutível no reino dos contos tradicionais.
Pergunte se algum aluno conhece uma história de raposa, caso contrário, traga uma para lhes contar antes da leitura.

Durante a leitura:

1. Durante a narrativa, a canção cantada pelo bolinho vai se alterando, conforme os fatos. Peça que observem o que muda na canção a cada vez que é entoada.

2. Ao encontrar o bolinho, a lebre e o lobo dizem logo que querem comê-lo, mas a raposa não.
Nos dois primeiros encontros é o bolinho que se propõe a cantar; mas com a raposa, é ela quem faz a proposta.
Para que percebam essas diferenças, peça que leiam prestando atenção ao que acontece em cada encontro antes da canção.

Depois da leitura:

1. Certifique-se de que todos entenderam a história, pedindo aos alunos que a recontem coletivamente.
2. Retome o que foi pedido durante a leitura, e solicite que expliquem as diferenças de comportamento entre a lebre e o lobo e a esperta raposa.
3. Peça que leiam, em voz alta, coletivamente, as três canções, uma após a outra.
4. As crianças leram a canção, mas ninguém sabe como o bolinho a cantou. Que tal criar uma melodia para ela?
5. Para os que têm mais dificuldade com a leitura, escreva as três canções separadamente, embaralhe-as e peça que as ordenem segundo a seqüência dos acontecimentos.
6. Proponha que imaginem que o bolinho não foi comido pela raposa, mas continuou seu caminho, encontrando outro personagem. Peça que escrevam a canção que o bolinho cantaria para ele.
7. O movimento do bolinho que, ágil, rola de um lado para o outro é sinalizado graficamente por Avelino Guedes. Observando as ilustrações, recupere o percurso feito pelo bolinho.
8. Se não o fez antes, conte ou leia para eles os dois contos tradicionais que essa história faz lembrar. Comparem-nos, apontando semelhanças e diferenças.9. Promova um “chá com bolinhos” para a classe. Pode ser suco, em vez de chá, e os bolinhos –– redondinhos, é claro –– podem ser aqueles bolinhos de chuva, preparados por você ou pelas mães que queiram colaborar.
10. Passe para eles a receita do bolinho de chuva e peça que tragam outras receitas de bolinhos.
11. Se for possível, façam bolinhos na cozinha da escola. Nesse caso, os bolinhos de chuva não são recomendados, pois fazer frituras é perigoso. Mas deixar que cada criança faça um bolinho para assar pode ser bem interessante. Deixe que cada um decida a forma do seu bolinho: redondinho, compridinho, em forma de coração, etc.


Plano de aula
OBJETIVOS:
- Adquirir noções de quantidades através de receita.
- Desenvolver a linguagem oral, a criatividade e coordenação motora.
- Exercitar a escrita de palavras.
CONTEÚDOS:
- Números e quantidades.
- Linguagem oral, expressão artística e coordenação motora.
- Construção de palavras.
DESENVOLVIMENTO:
- Contar a história: O CASO DO BOLINHO, com o uso do datashow, em powerpoint.
- Roda de conversa com interpretação oral da história.
- Cantar a cantiga presente na história:
- Ilustrar o final da história, pintando a raposa num cartaz.
Amassar papel para fazer o bolinho e colar na barriga da raposa.
- Montar com alfabeto móvel o nome dos personagens da história: VOVÓ, VOVÔ, BOLINHO, LEBRE, LOBO, RAPOSA. Realizar a escrita das palavras no caderno.
- Fazer a leitura de uma receita de bolinho aos alunos, para eles ilustrarem as quantidades dos ingredientes:
BOLINHOS GOSTOSOS
3 OVOS
1 XÍCARA DE AÇÚCAR
3 COLHERES DE VINAGRE
2 COLHERES DE NATA OU MARGARINA
1 XÍCARA DE LEITE
2 COLHERES DE FERMENTO EM PÓ QUÍMICO
FARINHA ATÉ DAR O PONTO DE AMASSAR E MODELAR OS BOLINHOS.

http://amordcrianca.blogspot.com.br/2010/10/plano-de-aula.html
 
SUGESTÕES:
Para alunos em fase de alfabetização:
- explorar o título com o uso do alfabeto móvel, formando outras palavras;
- salada de sílabas que dê para formar palavras que estejam na história, por exemplo o nome dos animais.
- reescrita de memória da música que aparece no livro (texto fatiado, coletivo, individual - eles amam a música e decoram rapidamente) - essa reescrita pode ser trabalhada no dia seguinte após preparar e degustar o bolinho - geralmente os alunos cantam a música quando a receita está sendo preparada e a professora pode incentivar.
Após a exploração do título, da capa e leitura do livro "O caso do bolinho" de Tatiana Belinky,
escolhi uma figura e interpretamos, inserindo a matemática.
INTERPRETAÇÃO DE FIGURA
1- QUEM É ESSA PERSONAGEM?________________
2- DÊ UM NOME A ELA:________________________
3- ONDE ELA ESTÁ____________________________
4- O QUE ELA FEZ?____________________________
5- POR QUE ELA FEZ?__________________________
6- SE A VOVÓ FEZ 23 BOLINHOS E O VÔ COMEU 11. QUANTOS BOLINHOS RESTARAM? FAÇA O DESENHO E A CONTA.
7- PARA UMA FESTA VOVÓ FEZ BOLINHOS DE DIVERSOS TIPOS. OBSERVE OS RECHEIOS E AS QUANTIDADES:
BOLINHO DE CREME............... 14
BOLINHO DE CHOCOLATE........... 24
BOLINHO COM GOIABADA........... 11
a) QUAL O BOLINHO QUE ELA FEZ EM MAIOR QUANTIDADE?
b) QUAL BOLINHO QUE ELA FEZ EM MENOR QUANTIDADE?
c) QUAL O TOTAL DE BOLINHOS QUE ELA FEZ?
d) SE VOCE PUDESSE ESCOLHER, QUAL SABOR DE BOLINHO ESCOLHERIA? E QUANTOS COMERIA?
RECEITA DE BOLINHO
A receita desse bolinho deu muito certo, após todas as atividades surgidas com a história do livro O caso do bolinho, as crianças amaram fazer a massa e principalmente saborear.
Depois de assado nós recheamos com massa de brigadeiro mole, ficou divino.....
Receita de Bolinho de chuva assado
Ingredientes
• 1/2 lata de leite condensado
• 1/2 lata de creme de leite
• 2 xícaras chá farinha de trigo
• 1 colher sopa de açúcar
• 1 colher sopa fermento em pó
• 1 ovo
• 1 colher de óleo para untar
Modo de preparo
• Em uma tigela misture primeiramente o ovo, o fermento em pó, o açúcar, o leite condensado e o creme de leite
Após, adicione a farinha de trigo e misture bastante até que fique homogêneo e meio grudenta
• Unte uma forma com óleo e farinha de trigo
• Pegue montinhos da massa(1 colher pequena) e monte individualmente na forma, dando um espaço entre um montinho e outro, pois quando vai ao forno, eles crescem um pouco
• Leve ao forno médio por 30 minutos.
Recheio opcional
Bom apetite!!!!






Link para essa postagem


2 comentários:

  1. Tatiana! amei a história do Caso do bolinho, reproduzi ela toda com fantoches e contei para minha turma no curso de magistério que estou fazendo, foi um sucesso. Achei seu blog um tesouro precioso.Sou apaixonada pela Hora do Conto viajo junto na imaginação das crianças e dos personagens. Parabéns pelo trabalho. Abra.ço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vera,que bom ter gostado da sugestão . Tatiana Belinsk foi uma grande autora infantil. Meu nome é Cristina/krika.Venha sempre.Adorei seu entusiasmo!

      Excluir

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios