BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

sábado, fevereiro 01, 2014

Nestor > Estímulos literários e macaquices> 01/02/14



O livro de Quentin Gréban traz uma história sensível sobre a amizade. 
Nestor, o macaquinho, para ir pescar, pela primeira vez, sozinho no rio, teve de prometer ao pai que ficaria longe de alguns animais: dos ouriços porque espetavam; dos jacarés porque mordiam e dos elefantes porque eram pesados e poderiam pisar nele. 
A beira do rio estava lotada, mas Nestor passou longe dos ouriços e dos jacarés, até encontrar um lugar sossegado. No entanto, ali apareceu um enorme elefante.Obediente, Nestor se escondeu atrás de uma árvore e viu que o grande animal se sentou em seu lugar. Sem alternativa, ele se acomodou em um galho alto e, de repente, sentiu uma fisgada em sua linha. 
Nestor a esticou tanto que o galho se partiu e ele caiu no rio, onde começou a ser arrastado pela correnteza. Quem o acudiu? O elefante que, cuidadoso, o enrolou em uma toalha seca e o levou de volta para casa.
Objetivos:★ Implementar o hábito e o gosto pela leitura, a partir da exposição e do livre acesso aos livros.
Vejam sugestão de projeto:
http://revistaguiafundamental.uol.com.br/professores-atividades/98/artigo264287-1.asp
O pequeno Nestor vai pescar no rio. É a primeira vez que ele vai sozinho e seu pai o adverte para ficar longe dos outros animais, como os jacarés, os ouriços e os elefantes. Eles podem ser perigosos. 
 Mas não há muitos lugares disponíveis na beira do rio. Tentando manter-se longe de todos os animais 'perigosos', Nestor finalmente se acomoda em um lugar isolado e alto, mas muito difícil para pescar; na primeira fisgada, 'splash', ele cai na água gelada. E Nestor mal sabia nadar. Por sorte, um elefante não tão perigoso corre para puxar Nestor para fora da água, empresta-lhe uma toalha seca e o leva de volta para a casa de seu pai. 
 Uma história sensível sobre verdade e amizade. O pequeno Nestor encantará os pequenos leitores enquanto passeia pela floresta fazendo novos amigos. 
Ilustrador: Quentin Gréban
Sugestão de atividade
Para ter o consentimento do pai para ir pescar sozinho no rio pela primeira vez, Nestor, o macaquinho, teve de prometer ficar bem longe de alguns animais: dos ouriços porque espetavam; dos jacarés porque mordiam e dos elefantes porque eram pesados e poderiam pisar nele. A beira do rio estava lotada e Nestor passou longe dos ouriços e dos jacarés, até encontrar um lugar sossegado, mas apareceu ali um enorme elefante. Obediente, Nestor se escondeu atrás de uma árvore e viu que o grande animal sentou-se em seu lugar. Desta vez, Nestor se acomodou num galho alto e, de repente, sentiu uma fisgada em sua linha. Esticou-a tanto que o galho se partiu; ele caiu no rio e foi arrastado pela correnteza. Quem o acudiu? O elefante que, cuidadoso, o enrolou em uma toalha seca e o levou de volta para casa. Uma história sensível sobre amizade. 
Antes da leitura, questões a para serem conversadas: 
1. Como você imagina a vida numa floresta? 
2. Que animais você temeria encontrar lá? Por quê? 
3. Você já foi pescar? Onde? Quais são os preparativos para uma pescaria? Se teve essa experiência, relate-a. 
4. O que você pensa a respeito de conselhos que os pais dão,quando você vai sair? Dê exemplos de algumas recomendações que eles fazem. 
5. Conte como foi que você encontrou o seu mais novo amigo. 
Após a leitura, para discussão em um grande círculo: 
1. Como é sua higiene matinal? Você estranhou a de Nestor? Comente. 
2. Você conhece as aves que aparecem na página 8? Sabe se elas existem no Brasil? Pesquise para se informar. 
3. Você acha que a boca aberta do jacaré (página 10) é de "um largo sorriso", ou ele poderia estar armando um bote? 
4. Pescar sentado sobre um galho alto é seguro? Por quê? 
5. Quando Nestor percebeu que era a tromba de um elefante, deveria aceitar o auxílio? Argumente. Você acha que ele estava desobedecendo seu pai? 
6. Nestor arrumou um novo amigo, mas não abandonou seu companheiro inseparável. Observe, fora a capa, seu boneco aparece 13 vezes na história; em que página ele está segurando firme, agarrado nele? Por quê? 
7. Releia a história, observando a expressão da boca do macaquinho e dizendo o que ele deveria estar sentindo.

http://www.brinquebook.com.br/livro.php?livro=116&exibe=sgprof


Atividade Suplementar
O macaco Simão

O brincar é uma das atividades fundamentais para o desenvolvimento e a educação da criança. Brincando, a criança tem oportunidades de exercitar suas funções psico-sociais, experimentar desafios, investigar e conhecer o mundo de maneira natural e espôntania. 
Apresente a história através de narrativa ou por meio de vídeos, deixando mais aflorada a imaginação da criança para a segunda parte, com atividades diversas. Depois de ler proponha uma atividade utilizando essas idéias e que você poderia aplicar com seus alunos. Estude como poderia adaptar as sugestões abaixo para desenvolver com seus alunos estimulando noção de espaço, direção, lateralidade e tempo, formas, situações-problema, etc. Esses conceitos podem ser aplicados em situações dentro e fora da sala de aula como no recreio, nas atividades com o próprio corpo em relação ao espaço, nos jogos e atividades de linguagem oral.
Depois, conhecidas as primeiras noções de formas geométricas, pedir que façam com massa de modelar as formas para compor o boneco da história.  Isso ajuda a perceber a diferença e semelhanças entre círculos, quadrados, triângulos e retângulos. Na sequência realizar atividades de reconhecer figuras geométricas presentes em elementos naturais e objetos criados pelo homem.

Brincar de ¨Macaco Simão¨
Regras do jogo: Ao comando da professora a criança fará o que é pedido.
Exemplo: Macaco simão mandou Paulo colocar sua lancheira longe da sua mesa.
Macaco Simão mandou Marcia ficar longe da porta. Macaco Simão mandou todos os alunos pular num pé só, e assim por diante.
Problema de Macaco...
a) Macaco Simão tinha 5 bananas, e ganhou 1 banana maçã. Quantas frutas ficaram ao todo?
b) No parque tinham 6 macaquinhos, 2 chipanzés e 3 micos dourados. Quantos macacos tem ao todo?
Obs: Utilizar material concreto como recurso de contagem. Cada criança representa os problemas em seguida.
Sequência numérica
As crianças recebem uma ficha com a sequência de 1 a 20, faltando alguns números, diferentes em cada cartela. Macaco Simão separou 20 bananas para cada aluno, porém, como estava faminto comeu algumas. Conte e espere a reação do grupo. Questionar a sequência, os números que vêm antes e depois. Depois, em forma de bingo, chamar os numerais e as crianças vão preenchendo. Ganha quem preencher sua ficha primeiro. 
Ex: 1,___, 3, 4, 5,___, ____, ____, 9.
Estimativas
Colocar algumas bananas (ou gravuras)  num recipiente e questionar quantas tem, fazer a contagem correspondente só depois que eles estimarem a quantidade. Cada um fala a sua.
Caixa do tira e põe
Na roda de conversa colocar algumas quantidades de bananas e outras frutas e contar com o grupo. Depois, com uma caixa de sapato adicionar e retirar quantidades. Colocar na frente das crianças 3 bananas, depois + 2 e + 2. Misturar tudo e perguntar: Quantas tem? Em seguida, tirar 2... quantas tem agora? As crianças também fazem operações para o grupo adivinhar. Pode-se fazer uma competição e as crianças representam o placar.
Claro ou escuro?
Expor algumas cores ao grupo, questionar as cores de objetos, roupas, coisas da sala.  Lembrá-los da cor do alcatrão (escura). Todos recebem alguns retângulos coloridos e vão dizer as cores. Quais são as claras e as escuras? O cinza é claro junto ao preto... escuro junto ao branco... o verde pode ser claro ou escuro... Em seguida, entregar cartelas divididas em dois espaços para pintar cores claras e/ou escuras separadamente.
Bingo numérico
Fazer o bingo e ao chamar os numerais uma criança escreve no quadro o número, e os outros marcam na cartela.
Tira numérica
Com a ajuda do grupo colocar as fichas de numerais na sequência de 1 a 10 formando uma tira numérica. Sugira que fechem os olhos, em seguida, retire um número para que uma criança escolhida descubra o número que foi tirado. Essa criança representa o numeral retirado e ganha uma ficha com coração/numeral de brinde.
Contando formas
Cada criança receberá formas recortadas em duplex colorido. Expor para o grupo as formas, deixar manusear criando uma construção. A professora conversa com o grupo fazendo questionamentos. O que você pode formar? Como ex: Quais formas têm na sua construção? Quantos quadrados? Quantos triângulos? Quantos círculos? Quantos retângulos? Ao todo quantas formas?
Correspondência número / numeral
Dar para cada criança objetos com os quais possa fazer a correspondência: palhaços x chapéus; copinhos x colherinhas; animalzinho x filhotes etc, Em seguida, questionar, contar, comparar etc.
Trilha de números
Desenhar no chão uma trilha sem números. A professora explicará que a criança ao jogar o dado irá pegar o numeral (numerais de plástico) correspondente ao do dado e colocar no espaço da trilha, seguindo a seqüência numérica. Representar no caderno a trilha numérica.
Caixa da sorte
Colocar numa caixa uma determinada quantidade de tampas. A caixa irá passar por todas as crianças. As mesmas tentarão adivinhar quantas tampas têm dentro da caixa e anotar as possibilidades. Depois a professora abrirá. Quem acertar ganhará uma ficha com o valor de 3 pontos. No final do jogo fazer a contagem de pontos e a representação dos pontos.
Sorteio dos números
Colocar números dentro da caixa surpresa. Sortear 6 crianças e pedir que cada uma retire um número. Todos devem fazer no caderno o registro do número retirado e representar com desenho, a quantidade correspondente.
Problemas
Criar probleminhas com material concreto. Fazer saquinho surpresa. Expor no centro da rodinha bonecos, carros, estrelas, palitos de picolé e outros. Com ajuda da professora criar probleminhas com os objetos. Observar a integração do grupo.
Sequência numérica
Usar blocos lógicos e escolher duas formas (quadrado, triângulo e círculo, por exemplo). Fazer a sequência no quadro e pedir que observem e continuem a sequência. Fazer questionamentos, perguntando o que vem depois do círculo, por exemplo. Deixar cada criança pegar os blocos e criar sua sequência livremente.
Correspondência
Distribuir para as crianças (palitos e bolinhas) para formar  picolés de banana. Solicitar que para cada palito corresponda uma bolinha. Cada criança receberá 5 palitos e 5 bolas. Contagem com os picolés.
Trilha de letras
Entregar para cada criança uma trilha de quadrinhos. Pedir que represente o seu nome colocando uma letra em cada quadrinho. Depois, contar para ver quantos quadrinhos usou para escrever o seu nome e quantos sobraram. Colocar no caderno.
Caça às bananas
Levar a turma para o parque, onde serão escondidas várias fichas. Cada uma terá o seu valor, a quantidade de pontos que poderá ser decidido anteriormente com a turma. As crianças terão que encontrar um maior número possível de fichas/banas. Em seguida, deverá ser realizada a contagem no grupão e cada criança representará no caderno.
Jogo da memória
Dividir a turma em grupos de quatro crianças. Cada grupo receberá um jogo contendo pares de números. A professora organizará o jogo no chão e a criança tentará achar o par correspondente. A criança terá o direito a jogar duas vezes se não conseguir as peças iguais. O jogo permanecerá na mesma posição. Representar no caderno os pares de números que conseguiu ganhar no jogo. 

http://insightspedagogicos.blogspot.com.br/2010/08/macaco-simao-e-velha.html

Dobradura e Máscara






http://insightspedagogicos.blogspot.com.br/2010/08/atividades-macaco-simao.html


http://proktia.wordpress.com/category/chapeu-de-animais-com-molde/








Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios