BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2016
7 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

domingo, junho 30, 2013

Severino faz chover > Estímulos literários e musicados >Artes > 30/06/13

SEVERINO FAZ CHOVER
ANA MARIA MACHADO


Livro aqui

"Severino faz Chover, conta a história de um menino que não tinha nada demais, magrinho, levado, moreno, cabeludo e "zoiúdo"- pelos olhos grandes e arregalados.
Severino era mesmo muito parecido com uma porção de outros meninos que a gente conhece.
A terra onde Severino morava é que não era muito parecida com uma porção de outros lugares que a gente conhece. É que lá quase nunca chovia. Por isso a terra era seca, cheia de poeira, tudo era amarelo. Muitas árvores não tinham mais folhas, nem flores, nem frutas gostosas para a gente comer.
E assim as pessoas iam ficando tristes.
Mas Severino não ficava triste. Ele era muito alegre e cheio de idéias e um dia resolveu fazer uma surpresa para todo mundo: Cismou que ia fazer chover...
Severino, depois de pesquisar como é que chove, vendo umas nuvens lá no céu, teve a idéia de falar com elas."
Ai é que se desenrolam todas as peripécias de Severino e sua turma.
Será que conseguirão fazer chover?

Leitura e interpretação
Severino era um menino magrinho, moreno e cabeludo. Na terra onde ele morava nunca chovia. Severino fez muitas coisas para ver se chovia. Vamos ver o que ele e os amiguinhos fizeram certo dia.
Aí Severino resolveu mandar uma carta para as nuvens.
Mas ele não sabia escrever. Nem os amiguinhos dele
Fizeram então uma porção de desenhos para mandar. Desenharam a terra seca, desenharam a chuva, desenharam a terra molhada, bonita, com as plantas e os bichos bem felizes.
Agora, que os desenhos já estavam prontos, era preciso entregar.
Então, Severino teve uma idéia: amarrou os desenhos na perninha de um pombo-correio.
O pombo subiu e sumiu lá em cima, nas nuvens.
Depois ele desceu sem os desenhos dos meninos.
As nuvens devem ter gostado, porque, de repente começou a chover . . .
No começo foi devagarinho. Um pingo aqui, outro ali.
Todo mundo sentia um cheirinho bom de terra molhada.
Depois foi aumentando. Caía água que era uma beleza.
A água formou poças e riozinhos, onde os meninos soltavam barquinhos de papel.
A chuva durou uma porção de dias.
Todo mundo ficou muito contente.
Mas ninguém estava tão contente como Severino.

Ana Maria Machado, SEVERINO FAZ CHOVER
E OUTRAS HISTÓRIAS, Editora Abril.

2) Escreva:
o nome da autora:
o título da obra:
o título do texto:
o nome da editora:
3) Responda:
a) Como era a terra que Severino morava ?
b) O que Severino e os amigos fizeram certo dia ?
c) O que fizeram com os desenhos prontos ?
d) Quem levou os desenhos até as nuvens ?
e) As nuvens gostaram dos desenhos ? Porque ?
4) Marque a idéia principal do texto:
( ) O rio que ficou cheio de água e de peixes;
( ) Severino e os amigos que queriam mandar uma carta para as nuvens para chover;
( ) As crianças ficaram tristes porque a chuva durou muitos dias.

Complete:
O personagem principal do texto é
Os outros personagens que participam da história são
Responda:
Como Severino era fisicamente (seu corpo)?
Assinale (x) nos fatos que pertencem a história:
( ) Severino nada fazia para ver se chovia.
( ) Severino resolveu mandar uma carta para as nuvens.
( ) O pombo subiu e desceu das nuvens com os desenhos dos meninos.
( ) A chuva durou uma porção de dias.

Escreva:
a) Qual foi a reação de Severino e os amigos para tentar fazer chover ?

O que você achou da reação deles ?



Atividades para depois da leitura de Severino faz chover
Atividade 1: Um exercício de imaginação e comparação
Materiais necessários
Professor:
• 1 cartolina branca
• 1 Atlas Geográfico que tenha o mapa do Brasil mostrando as diversas regiões brasileiras  e um mapa que mostre o índice pluviométrico dessas regiões
• fotos coloridas do sertão e da caatinga
Sugestões - as seguintes matérias da Revista Geográfica Universal
“O cenário vivo do Grande Sertão Veredas”, janeiro de 1990, p. 72.
“O verde e a seca na caatinga de Aiuaba”, agosto de 1982, n. 93.
“Jequitinhonha: o sertão de Minas”, março de 1983, p. 108.
“Chapada Diamantina”, maio de 1985, p . 7.
E os livros:
Vários autores e fotógrafos. Brasil: retratos poéticos. São Paulo: Escrituras, 2001. v. 1,2 ou 3.
MARIANI, Anna. Paisagens, impressões: o semiárido brasileiro. São Paulo: Cia. das Letras, 1991.
SALVADOR, Monteiro; KAZ, Leonel. Caatinga: sertão e sertanejos. Rio de Janeiro: EdiçõesAlumbramento, 1994-1995.
Aluno:
• 5 ou 6 folhas de sulfite brancas
• 1 conjunto de canetinhas hidrocor ou giz de cera
Na roda de histórias, mostre no mapa do Brasil onde fica o Nordeste e o sertão e explique  que esse é o lugar em que Severino vive. Indique para as crianças da classe a região em que elas  vivem.
Se você conseguiu o mapa que mostra o índice pluviométrico de cada região brasileira, aponte como  cada cor representa uma determinada quantidade de chuva.
Converse com a classe:
— Vamos ver qual é a cor que representa a quantidade de chuva que cai no sertão (durante um mês  ou um ano). Depois, vamos observar no índice pluviométrico a cor que representa a quantidade de chuva da  nossa região. Onde chove mais? No sertão ou no lugar onde moramos?
Em seguida, mostre as fotos coloridas da caatinga e do sertão. Incentive as crianças a perceber que,  apesar da grande aridez na época da seca, a caatinga e o sertão florescem quando chove. Fica tudo verde, as  flores brotam e há uma grande variedade de bichos que conseguem sobreviver nessas regiões.
Depois, releia o livro a partir da passagem A terra de Severino é que não era muito parecida com uma  porção de outros lugares que a gente conhece... até Mas não choveu.
Você pode propor para a turma:
— Desenhe a rua onde você mora. Imagine e desenhe como você acha que é o lugar onde Severino  mora.
Cada um mostrará seus desenhos para o grupo. Converse e compare na roda:
— Quais são as semelhanças entre o lugar em que você mora e onde Severino vive? Quais são as diferenças?
Junte todos os desenhos e monte o livro de desenhos A cidade e o sertão. Quem quiser cria e desenha  uma capa com a cartolina que você trouxe para o livro da turma.


Atividade 2: Mensagem para as nuvens
Materiais necessários
Professor:
• 1 folha de papel kraft para o “Mural das mensagens do Severino”
Aluno:
• 1 folha de sulfite colorida (qualquer cor) 
Na roda de histórias, converse com a turma:
— As crianças da história fizeram várias tentativas para que chovesse. Uma delas escreveu mensagens  em aviõezinhos de papel para enviá-las às nuvens. Vamos fazer uma brincadeira a partir dessa passagem do
enredo. Cada um pega sua folha de sulfite e escreve uma mensagem para as nuvens pedindo chuva.
As crianças leem as mensagens que criaram na roda de histórias.
Em seguida, fazem um aviãozinho de  papel com a folha escrita.
No pátio, todos lançarão seus aviõezinhos para o alto. Depois que os aviõezinhos caírem no chão,  deverão pregá-los no “Mural das mensagens do Severino”.


Atividade 3: Literatura e Artes Plásticas /Obra de Portinari
Nesta atividade faremos uma ligação entre a história Severino faz chover e dois quadros do artista  plástico Candido Portinari: Pipas (1943) e Retirantes (1942).
Sugestão de bibliografia:
ROSA, Nereide S. Santa. Candido Portinari. São Paulo: Moderna, 1998.
FABRIS, Annateresa. Candido Portinari. São Paulo: Edusp, 1996.
VÁRIOS AUTORES. Coleção “Gênios da Pintura”: Portinari. São Paulo: Abril, 1967.


Combine (com quinze dias de antecedência) com o professor de Artes Plásticas:
a) O professor de Artes Plásticas também deverá ler Severino faz chover.
b) Cada criança construirá um papagaio (pipa) na aula de Artes.
c) O professor de Artes Plásticas também participará da atividade na roda de histórias.
No dia da atividade traga:
• 2 cartolinas brancas
• 1 caneta-pincel preta e grossa
• fita crepe


Na roda de histórias, releia o livro Severino faz chover a partir do trecho Então ele teve uma ideia  melhor. até Os desenhos foram subindo, subindo, mas não chegaram até às nuvens...
Em seguida, mostre, com o professor de Artes Plásticas, uma foto de Portinari. O professor de Artes  pode contar um pouco sobre a vida do artista, ressaltando que Portinari retratou a realidade brasileira: o povo trabalhando, a paisagem, as brincadeiras das crianças (como soltar pipas, por exemplo).
Reforce que o artista não pintou só as belezas do Brasil, mas também o lado triste e duro da vida do  povo: a seca no Nordeste, os retirantes...
Mostre o quadro Pipas, de Portinari. Incentive a apreciação estética dos elementos plásticos que  compõem essa pintura:
— O que o quadro mostra?
— O que mais chama sua atenção nesse quadro?
— Há alguma cor que sobressai na tela?
— Há alguma figura que sobressai no quadro?
— Você acha que Portinari pintou com aquarela, giz de cera ou carvão?
Incentive a seguinte comparação: a ilustração do livro (que mostra a pipa com os desenhos  pendurados na sua linha) e as pipas criadas por Portinari no quadro “Pipas”.




Sugestões para a conversa:
— No quadro Pipas o artista mostra pipas no céu.
É muito bonito, porque quem admira o quadro  imagina quem está empinando.
Os empinadores não aparecem.
Ou seja: é a visão do artista sobre uma  brincadeira das crianças brasileiras.
Já a pipa da ilustração do livro tem uma porção de desenhos pendurados  na linha.
Por que vocês acham que o ilustrador mostrou isso?
Observe se as crianças estabelecem a seguinte ligação: na história, os desenhos pendurados na linha  da pipa são um elemento importante do enredo.
Essa é uma diferença importante entre a pintura do quadro  e a ilustração do livro: a ilustração está sempre ligada com a história; mostra o que acontece no enredo.
Já o artista, quando pinta um quadro, só está preocupado em retratar a visão que ele tem sobre um determinado tema.
Tanto o ilustrador como o artista plástico são criadores, mas têm jeitos diferentes de criar.
Quando você for mostrar o quadro Retirantes de Portinari, além das perguntas sobre os elementos  plásticos sugeridos anteriormente, faça um elo entre a pintura e a ilustração do livro, que mostram uma  família fugindo da seca:
— Na ilustração do livro, as cores que sobressaem é o amarelo e o vermelho.
Já no quadro de Portinari, as cores mais marcantes são o azul e o marrom, que reforçam a aridez e a secura do ambiente.
Na ilustração  do livro, a família de retirantes está esboçada só nos contornos; as figuras são retratadas ao longe.
Já no quadro, a família é retratada de perto; podemos observar os rostos e as expressões das pessoas.
Coloque uma cartolina ao lado da outra na semirroda e proponha:
— Vamos escrever algumas das comparações que fizemos entre a história Severino faz chover e os  dois quadros de Portinari.
Uma criança vai escrevendo nas cartolinas à medida que o grupo aponta as semelhanças e as diferenças entre a obra literária e a plástica:
A história Severino faz chover
• Mostra a seca e a chuva no sertão.
• No início da história, a ilustração mostra uma  paisagem seca. Só no final, depois da chuva, a  paisagem fica exuberante.
• No início da história predominam as cores amarela e vermelha.
• A ilustração do livro está ligada à história. Por isso, a  pipa aparece com desenhos dependurados.
Os dois quadros de Portinari
• O quadro Retirantes mostra a família que foge da seca.
• A paisagem é seca. Não há chuva no quadro  Retirantes de Portinari.
• No quadro Retirantes predominam as cores azul e marrom.
• No quadro Pipas a pintura não está ligada a nenhum  enredo.
O artista mostra a sua visão: pipas no céu



Atividade 4: Nossos desenhos para fazer chover
Materiais necessários
Professor:
• 1 perfurador
Aluno:
• a pipa feita na aula de Artes Plásticas
• 2 folhas de sulfite brancas
• 1 conjunto de canetinhas hidrocor ou giz de cera
Na roda de histórias, leia com o grupo o seguinte trecho do livro:
Quando a pipa ficou pronta, os meninos enfiaram os desenhos na linha.
Os desenhos foram subindo, subindo, mas não chegaram até as nuvens...
Oriente as crianças a fazerem um desenho pedindo chuva para as nuvens. Depois, perfure as folhas desenhadas para todos pendurarem seus desenhos nas pipas.
Brinque de soltar pipas com a turma. Depois, as crianças poderão levar as pipas para casa ou pendurá- -las no “Mural das mensagens do Severino”, sugerido na atividade 2.


Atividade 5: Pombo-correio
Materiais necessários (de acordo com o número de alunos; neste caso, cálculo para 30 alunos)
Professor:
• 1 rolo de fita para presentes
• 10 palitos para churrasco
• tesoura sem ponta
• perfurador
• 10 fotocópias do desenho a seguir (pombo-correio) em folhas de sulfite brancas, seguindo as medidas sugeridas:
Aluno:
• 1 folha de sulfite branca
• tesoura sem ponta
• fita adesiva
• ½ folha de cartolina
No pátio, na roda de histórias, releia o livro Severino faz chover a partir do trecho seguinte até o final da história:
Então, Severino teve uma ideia: amarrou os desenhos na perninha de um pombo-correio.
Após a leitura, divida o grupo em 5 equipes.
Distribua para cada equipe 2 fotocópias do pombo- correio, 1,50 m da fitinha para embrulhar presente e 2 palitos para churrasco.
Antes de montar os pombos no fio
Cada participante da equipe deverá cortar um pedaço medindo mais ou menos 9 x 7 cm de sua folha  de sulfite. É preciso cortar a folha para que ela não pese muito na fita que o pombo levará.
Depois, cada criança faz um pequeno desenho ou escreve uma mensagem para as nuvens no pedaço de folha de sulfite. Em seguida, todos mostram seus desenhos e leem suas mensagens.
 Você deve perfurar as folhinhas com as mensagens para que as crianças as prendam na fita.
Para montar os pombos
As duas fotocópias do pombo-correio entregues às crianças servirão de modelos para que cada equipe
construa dois pombos.
Os participantes devem colocar cada fotocópia em cima de uma folha de cartolina, copiar os contornos dos modelos e recortar as figuras.
Depois, pregarão cada pombo em um palito de churrasquinho.
Para a fita adesiva não aparecer, basta cruzá-la nas costas da figura.
Amarre cada ponta da fita (onde estão as mensagens e os desenhos pendurados) em cada palito para churrasco em que foram presos os pombos.
As equipes andarão pelo pátio fazendo os pombos-correios “voarem” pela escola.

Atividade 6: Intercâmbio cidade-sertão
Pesquise alguns endereços de escolas que fiquem no sertão do Brasil.
Você consegue isso na internet ou na Secretaria de Educação da sua cidade.
Ligue ou mande e-mail para a direção de uma das escolas, falando sobre sua intenção em promover  um intercâmbio entre seus alunos e os alunos dessa escola.
Incentive as crianças a se corresponder por e-mail ou escrevendo cartas.


Sugestão de informações a serem trocadas:
• Onde você mora?
• Onde fica sua escola?
• Como você vai para a escola?
• Qual é sua brincadeira predileta?
• Como é a paisagem em volta da sua escola?
• Onde você mora chove muito ou pouco?
• Você conhece o livro Severino faz chover? etc.

Mais atividades
AQUI
Vejam vídeos

http://www.youtube.com/watch?v=RlUmQDqyI1c
Tem Luiz Gonzaga no projetos linguagem,tá?

JOGOS SIMBÓLICOS





Se você não conseguir visualizar aqui, vá lá no blog:

EDUCAÇÃO  INFANTIL
NESTE BLOG TEM ALGUNS LINKS DE LIVROS DIDÁTICOS PARA DOWNLOAD ENTRE OUTRAS SUGESTÕES ,COMO AVALIAÇÃO DESCRITIVA,ETC:

Vejam projeto






Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios