BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2016
7 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

sábado, junho 15, 2013

Pollyanna > Estímulos literários sensíveis > Sugestão : Cartaz > 15/06/13



Ela conheceu Jaime, um menino órfão, e tentou arranjar-lhe um lar.
Tornou-se amiga de Francisco, um homem muito rico, conhecido por não gostar de criança.
Poliana ficou órfã e foi morar com sua tia Paulina, a única parenta viva.
Apesar de não ter uma recepção calorosa, a menina preferiu acreditar que sua tia era generosa. Na casa de Paulina, Poliana tinha alguns deveres.
O quarto destinado a ela ficava no sótão e era muito simples.
A única forma para que Poliana não ficasse triste seria praticar o jogo docontente, que seu pai havia inventado e consistia em ver sempre o lado bom de tudo que nos acontece.
Poliana ensinou o jogo a todas as pessoas que conheceu e, com o do tempo, suas vidas tornaram-se mais agradáveis.
Após um acidente, ficou impossibilitada de andar e foi examinada por alguns médicos, com exceção do doutor Homero, pois sua tia não queria vê-lo.
Nesse período, Polianadescobriu na tia uma grande e inseparável amiga.
Ao saber que o doutor Homero poderia ajudar na cura da sobrinha, Paulina permitiu que ele a examinasse.
Ela também lhe contou que Homero era o seu namorado do passado e comunicou-lhe que eles tinham feito as pazes e iam casar-se.
Poliana viajou em busca da cura e, depois de algum tempo, escreveu a sua tia contando que estava voltando a andar.
Livro:
Vejam projeto completo aqui

O jogo do contente: leitura e análise de “Pollyanna”

■compreender a obra escrita adaptada;
■discutir algumas temáticas da obra: otimismo, amizade, família;
■comparar a obra escrita ao filme;
■produzir textos (cartaz).
Duração das atividades
04 aulas de 50 minutos cada Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
■Leitura da obra "Pollyanna" de Júlio Emílio Braz, Ed. Scipione.
Estratégias e recursos da aula
Professor, antes de tudo, é importante que os alunos leiam a adaptação da obra “Pollyanna” de Júlio Emílio Braz; Ed. Scipione.
ATIVIDADE 1
Para iniciar a atividade, o professor dividirá a sala em 5 grupos. Cada um trabalhará uma parte do livro. Para isso, o professor entregará uma cartolina para cada grupo que fará um cartaz representativo da parte da obra.
As cinco partes são:
1 – Chegada de Pollyanna à Beldingsville; os primeiros dias na cidade nova e o Jogo do Contente.
2 – As primeiras mudanças em Tia Polly; a amizade com Jimmy Bean.
3 – Conhecendo o Sr. Pendleton; o amor adormecido de Tia Polly.
4 – O acidente de Pollyanna; a insatisfação com o Jogo do Contente.
5 – O retorno da alegria e a cura de Pollyanna.
Os alunos deverão usar a cartolina para fazer um desenho que represente a parte do livro indicada; fazer um esquema e um resumo. Depois, eles usarão a cartolina para se apresentarem para toda a turma. Ao final da atividade, um grande resumo do livro terá sido feito por toda a classe. As cartolinas poderão ser expostas na sala.
ATIVIDADE 2
Para a realização dessa atividade, o professor deverá apresentar para a turma, por meio de projeção, o que era o Jogo do Contente que Pollyanna sempre praticava:
“ - É um jogo lindo! Brinco disso desde pequena...
Pollyanna explicou à empregada que tudo tinha começado com umas muletas que ela e o pai encontraram na caixa de donativos da igreja. Ela havia pedido uma boneca ao pai e, quando a caixa de donativos chegou, só encontraram um par de muletas para criança.
- O jogo consiste em encontrar alegria em tudo que nos acontece. - E onde está a alegria em encontrar muletas no lugar da boneca? Eu posso saber?
- No início, eu também não entendia, mas meu pai me explicou...
- E então?
- A alegria está justamente em não precisar de muletas. Viu como é fácil?”
O professor poderá pedir a duas alunas que interpretem o trecho: uma faz o papel da empregada Nancy e outra, de Pollyanna.
Depois de feita a leitura, o professor deverá organizar a turma em duplas. Cada dupla receberá uma folha com diversas situações. Cada aluno deverá “praticar o jogo do contente”, ou seja, procurar alegria até mesmo nas situações difíceis. Além de falar para o colega o que pode ter de bom em cada situação, o aluno deverá escrever sua resposta no caderno.
Jogo do Contente
1 – A viagem para a praia foi adiada para o próximo ano.
2 – Os alunos terão apenas 15 dias de férias por ano.
3 – Não ganhei o presente que estava esperando no meu aniversário. 
 4 – Acordei atrasado/a e perdi o ônibus para a escola.
5 – Estou muito gripado e não poderei ir à natação.
6 – Não tenho TV no meu quarto.
7 – Meu tênis furou.
8 – Tirei nota baixa em matemática.
9 – Perdi as chaves de casa.
10 – Deixei minha casquinha de sorvete cair.
ATIVIDADE 3
O professor deverá mostrar aos alunos um trecho do filme Pollyanna (1960, Disney):
Em seguida, o professor deverá dividir a turma em grupos. Cada grupo receberá uma ficha com uma pergunta para responderem oralmente.
As perguntas são:
1 – No vídeo, Pollyanna encontra o pastor da igreja ensaiando sua pregação. Pela expressão e palavras dele, como parecia ser seu discurso?
2 – Pollyanna faz uma pergunta ao pastor que lhe deixa intrigado. Que pergunta foi essa?
3 – O que Pollyanna chamava de “textos felizes” da bíblia?
4 – Você concorda que devemos procurar coisas boas nas pessoas em vez de procurar o mal? Explique.
5 – Apesar de a adaptação não trazer essa conversa entre o pastor e Pollyanna, como você acha que deve ter sido a pregação dele depois da conversa com Pollyanna?
Depois da discussão em grupos, o professor deverá promover uma discussão com toda a turma para socializarem as perguntas e as respostas. Em seguida, o professor deverá sugerir a turma que, em grupos, façam cartazes sobre a lição de otimismo e alegria transmitidos por Pollyanna.
 O cartaz poderá ter o seguinte título: “Aprendi com Pollyanna que ...”
Recursos Complementares
http://www.youtube.com/watch?v=TBNT1Fncdhs Apresenta um vídeo com trechos da obra original.
Avaliação
Os alunos serão avaliados de acordo com o interesse e a participação efetiva nas atividades. As atividades escritas são importantes para o professor verificar a escrita e o entendimento dos alunos.

Mais atividades

Atividade 01:
Antes de iniciar a leitura, explicar aos alunos a importância deste livro.
Pollyanna é um romance de Eleanor H. Porter, publicado em 1913, nos Estados Unidos, e é considerado um clássico da literatura infanto-juvenil. Foi traduzido em vários idiomas e lançados em diversos países.
O livro fez tanto sucesso que a autora publicou, em 1915, uma continuação, chamada Pollyanna Grows Up (no Brasil, Pollyanna Moça). A história fez tanto sucesso que, em 1920, foi lançado o primeiro filme baseado no livro (mudo).
A autora, Eleanor Porter, lançou seu livro em um momento propício, quando, no mundo todo, aconteciam transformações profundas que deixavam as pessoas inseguras e assustadas.
 A mensagem otimista de "Pollyanna" mostrava uma visão de esperança aos leitores.
É importante ressaltar que trata-se de um livro americano, portanto, os personagens possuem nomes característicos do país.
Observação: No Brasil, em algumas traduções do livro, a maioria dos nomes é aportuguesada. Exemplos: Pollyanna - Poliana; Polly - Paulina; Mrs. Snow - Dona Maria das Neves, etc.
O livro é adaptado por João Carrascoza, que reconta a história para crianças de todas as idades.

Alguns questionamentos servirão de base para o início do projeto:
- O que podemos fazer diante de uma tristeza?
- Como reagir em momentos ruins?
Após a conversação, iniciar a leitura com a participação de um aluno realizando a mesma.

Objetivos:
- Para haver entendimento e interação, é preciso destacar a importância deste livro ( proposto na atividade 1), antes do início da leitura, pois a conversa irá despertar no aluno a curiosidade sobre o assunto.
- Propiciar um clima de interação, fazendo com que o aluno se sinta à vontade para falar sobre os questionamentos que servirão de base para o início do projeto.
- Identificar o texto lido como narrativo literário (em prosa).
- Observar a forma de leitura (se há entonação correta e respeito à pontuação).

Estratégia:
- Conversação de forma participativa sobre o tema da história.
- Leitura prévia individual.
- Leitura com aluno narrador até a página 10.

Resumo da obra:
Trata-se da história de uma menina de onze anos, filha de um missionário pobre, que, após ficar órfã, vai morar em outra cidade com uma tia rica, rígida e severa, a qual não conhecia previamente. Pollyanna ensina às pessoas de sua relação na nova comunidade o “jogo do contente”, que havia aprendido com seu pai, no dia em que esperava ganhar uma boneca e recebeu um par de muletinhas. Seu pai lhe explicou que não existia nada que não pudesse ter dentro qualquer coisa capaz de nos fazer contentes e ela, então, ficou contente por não precisar das muletinhas. E, depois desse dia, criou o jogo de procurar em tudo que há ou acontece, alguma coisa que a faça contente e o ensina sempre que encontra alguém triste, aborrecido ou mal-humorado.

Atividade 02:
 Dar continuidade a leitura a partir da página 10. Neste momento da história Pollyanna iniciará o “jogo do contentamento”, que consiste em ter otimismo, alegria e esperança diante de uma situação ruim.

Objetivos:
- Identificar a “indiferença” de sua tia no momento da chegada de Pollyanna.
-Descobrir, através de uma leitura prazerosa, que o assunto do início do livro é um fato da realidade, temos momentos de indiferença em relação a um assunto ou alguém.
- Analisar as palavras e a forma de escrita do texto (os parágrafos e as palavras de fácil entendimento, sem o uso de gírias).
- Destacar a forma da escrita em narrador-personagem.

Estratégia:
-Leitura das páginas 11 até 16.
-Leitura com alunos narradores, com entonação adequada (cada aluno lerá um parágrafo).
-Análise das palavras, uso do dicionário.
-Observar se há entendimento sobre a história.

Atividade 03:
Antes de continuar a leitura, questionar sobre os “acontecimentos bons e ruins” existentes em nossas vidas, deixar que os alunos se manifestem sobre a postura correta nesses determinados momentos, realizando assim uma comparação entre os problemas reais com os da história.

Objetivos:
- Perceber as reações de Pollyanna diante dos problemas que ela vivencia na casa de sua tia.
-Analisar os desenhos e a ilustração do livro, levar o aluno a ser crítico e a dar sua opinião sobre o estilo do livro (ilustração e escrita).

Estratégia:
-Leitura das páginas 17 até 22.
-Leitura realizada pela professora e por alguns alunos narradores, respeitando a entonação.

Atividade 04:
Iniciar a leitura e realizar interferências questionando sobre os acontecimentos do livro, onde neste momento, Pollyanna demonstra carinho e obediência a sua tia, que ainda lhe trata com indiferença.

Objetivos:
- Comparar a realidade com a história.
- Levar o aluno a ter senso crítico e opinar sobre a história de forma interativa e participativa.
- Analisar as ilustrações com o assunto da história, perceber se há coerência entre eles.
- Observar os recursos verbais e não-verbais existentes no livro.

Estratégia:
- Leitura das páginas 23 até 28.
- Leitura realizada por alunos narradores.

Atividade 05:
 Dar continuidade a leitura, destacando os personagens da história.
Pollyanna: protagonista.
Miss Polly: tia de Pollyana.
Dr. Shilton: médico que teve um caso com Polly.
Dr. Hantom: veio de NY para tentar resolver o caso de Pollyanna.
Jimy: menino, órfão como Pollyanna, que ela encontrou na rua e arranjou-lhe um lar na casa do MrPendlenton
Mr. John Pendlenton: homem mais rico da cidade.
Nancy: empregada da senhorita Polly.
Mrs. Snow: pobre senhora que, quando conheceu Pollyanna, "saiu" de um quarto escuro e sombrio para um quarto lindo e maravilhoso, abrindo janelas e cortinas.

Objetivos:
- Observar se está havendo entendimento e participação na história.
- Levantar questionamentos sobre os personagens da história.
- Destacar a ilustração como fonte enriquecedora da leitura.
- Observar os recursos verbais e não-verbais existentes no livro.

Estratégia:
- Leitura das páginas 24até 37.
- Leitura realizada por alunos narradores, observar a entonação e a pontuação.

Atividade 06:
Neste momento da história, Pollyanna sofre um acidente e fica de cama, sem conseguir mexer as pernas, é um momento ruim e doloroso, mas diante deste fato, Pollyanna sente a aproximação e a preocupação de sua tia.

Objetivos:
- Destacar a importância de ver o lado bom de algum fato ruim.
- Que os alunos percebam o lado bom do acidente da personagem.
- Observar a reação dos alunos diante da tragédia ocorrida com Pollyanna e levantar um questionamento: diante de um fato ruim, por que devemos ter esperança?Analisar através das respostas dos alunos, se eles compreenderam o significado do “jogo do contentamento”.

Estratégia:
- Leitura das páginas 38 até 46.
- Leitura realizada por alunos narradores.

Atividade 07:
Finalização do projeto, a menina Pollyanna, depois de passar por um longo tratamento com um médico especialista, volta a andar, para a alegria de todos! E continua encantando e espalhando otimismo e alegria por onde passa.

Objetivos:
- Analisar a reação dos alunos diante da superação de Pollyanna.
- Observar a postura dos alunos, se compreenderam o que é o “jogo do contentamento”.

Estratégia:
- Leitura das páginas 47 até 55 (finalização do livro).
- Leitura realizada por alunos narradores.
- Separação de 5 grupos de alunos para debater a história do livro e os personagens, identificando semelhanças e diferenças entre elas.
-Finalização do projeto de leitura com uma conclusão individual do aluno, deixando-o livre para expor suas ideias e opiniões.


Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios