BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

terça-feira, março 05, 2013

Flor de maio >Estímulos literários > 05/03/13


Flor de Maio trata a importância da colaboração e da amizade.
A valorização da força de vontade e da gana por se conseguir aquilo que se precisa.
O texto ressalta o respeito pelo outro e pela diferença.



Flor de maio

Uma pequena borboleta está muito infeliz, pois nasceu com um pedaço a menos em uma de suas asas e por isso ão consegue voar.
Para tentar ajudá-la, surgem uma esperta formiga e uma cigarra tocadora de violão, que irão se unir para resolver o problema de sua nova amiga. sua missão não será nada fácil; terão de caminhar muito e passar por estranhas aventuras para encontrarem uma solução.
Apesar das dificuldades , a alegria e a esperança nunca as abandonam e dão forças para que sigam em frente.
Com lirismo, a autora nos leva, nessa história repleta de solidariedade, a perceber a importância da amizade verdadeira em nossas vidas.
Flor de Maio, de autoria de Maria Cristina Furtado e ilustrações de Elma, aborda temas atuais, como a inclusão e a destruição da natureza. Mostra, ainda, aos leitores, que a solidariedade, o amor ao próximo e a força de vontade são capazes de vencer qualquer obstáculo.
É a história de uma borboleta que nasceu com um pedaço a menos em uma de suas asas devido à ação dos inseticidas e, por isso, não consegue voar. Para ajudá-la, surgem uma esperta formiga e uma cigarra tocadora de violão. As três, juntas, enfrentam grandes perigos, mas a alegria e a esperança nunca as abandonam, e o surgimento de uma amizade verdadeira entre elas dá a força necessária para seguirem em frente.
O livro vem acompanhado de um CD — as músicas são cantadas pela própria autora, que interpreta as vozes dos diversos personagens — que dá, ao leitor, a oportunidade de aprender as músicas que as personagens cantam em sua viagem especial. O livro é da Editora Brasil



Texto: Flor de Maio
Flor de Maio
Maria Cristina Furtado ( Adaptação )

A borboleta nascera sem um pedaço das asas. Não podia andar, não podia voar. Ficou ali, na beira do caminho, desesperada e chorando muito, até aparecer uma formiga:
- Que aconteceu, linda borboleta? Por que você está chorando tanto?
- Jogaram inseticida em meu casulo. Não morri, mas minha asa cresceu defeituosa, por isso não consigo voar e muito menos andar, pois perco o equilíbrio e caio.
Antes que a formiga dissesse qualquer coisa, chegou junto delas uma cigarra tocando viola e cantando. A formiga narrou para a recém-chegada a trágica história da borboleta e a cigarra logo encontrou uma maneira de ajudar.
- Vamos procurar uma varinha e fazer dela uma muleta, para que nossa nova amiguinha possa andar. Depois nós a levaremos ao Doutor Grilo, a fim de que ele conserte sua asa.
Assim fizeram. Porém, o Doutor Grilo nada pôde fazer para a infeliz e recomendou-lhes que fossem à procura de um mágico que morava no alto da montanha.
- Talvez ele consiga sará-la, mas, para chegar até ele, vocês têm que superar o medo.
- O medo! – se espantaram. – Mas como?
- Ele tem um grande e esperto sapo que devora qualquer inseto que por lá aparece. O sapo sente cheiro de medo e, através de seu faro apuradíssimo, descobre o invasor e devora-o.
- Vamos desistir – disse a borboleta.
- De jeito nenhum, estamos tentando salvá-la e conseguiremos – disseram, por sua vez, a formiga e a cigarra.
Não quero arriscar a vida de vocês. Já fizeram muito por mim. Com essa muleta poderei andar e conseguir alimento.
- Nem pense nisso. A vida de uma borboleta é voar. Tentaremos até o fim-insistiu a cigarra.
E lá foram as três, tentando dominar o medo que os apavorava.
Já era tarde, quando chegaram ao alto da montanha. Logo viram o guardião dormindo a um canto do bosque. Pé ante pé, procuraram andar silenciosamente.
- Quem está aí? Sinto cheiro de medo. Acho que vou matar, agora, minha fome.
A formiga, muito esperta e matreira, foi logo respondendo.
- Não há ninguém aqui: É apenas o ronco de seu estômago que o acordou.
O sapo voltou a dormir e elas atravessaram aquela parte do bosque.
- Boa tarde, senhoritas. Que desejam?
- O senhor deve ser o mágico. Estamos aqui à procura de um tratamento para mim. Veja, falta-me uma parte de uma das minhas asas.
- Não sou mágico, apenas um grande estudioso, que se tornou apenas sábio e as pessoas confundem sabedoria com mágica.
- O doutor examinou a asa partida da infeliz e disse-lhe que em maio nasceria uma flor de pétalas finas e delicadas e então ele tentaria operá-la, costurando-lhe, na asa, a pétala dessa flor.
As três ficaram morando no alto da montanha até chegar o mês de maio.
Numa manhã de sol claro e céu azul, o doutor Coruja acordou com o grande alvoroço que vinha do bosque. Curioso, foi verificar o motivo daquela algazarra.
Os habitantes do bosque festejavam o nascimento da bela flor de maio.
O sábio chamou imediatamente a borboleta, colocou-a na mesa de operação e iniciou o trabalho.
Do lado de fora, a expectativa era geral.
Depois de algum tempo, a borboleta saiu amparada pelas duas fiéis amigas. Em seguida subiu numa pedra e tentou voar. Não conseguiu mas não desanimou. Tentou várias vezes, até que, ajudada por uma suave brisa, pairou no ar e saiu voando.
A formiga comentou:
- Coitadinha, vejam como voa torta!
Imediatamente, a borboleta cantou:
“Se você vir uma borboleta voando torta, não ria, não tenha pena. Sou eu, a superar a mim mesma...”
Estudo do Vocabulário
01- Observe as palavras sublinhadas nas frases e marque, nos parênteses, o sinônimo correto para cada uma delas. ( 4 ac. )
a) “A formiga narrou para a recém – chegada”.
( ) contou
( ) observou
( ) indagou
b) “... a trágica história da borboleta.”
( ) assustadora
( ) diferente
( ) triste
c) “... vocês têm que superar o medo...”
( ) suportar
( ) vencer
( ) esconder
d) “O Doutor Coruja acordou com o grande alvoroço que vinha do bosque”.
( ) agitação
( ) discussão
( ) aflição
2- Explique o que você entende na expressão sublinhada na frase abaixo.(1 ac)
“Pé ante pé, procuraram andar silenciosamente”.   http://professoraivaniferreira.blogspot.com.br/2011/03/texto-flor-de-maio.html

PLANO DE AULA INTERDISCIPLINAR



Este trabalho tem como participantes diretos três alunas do Curso “Os Desafios da Educação na Escola” que está sendo fornecido pelo Programa Salto para o Futuro, a professora do curso citado, os demais alunos do respectivo curso e outros participantes, como parte da experiência interdisciplinar na sala.
Esta experiência terá aproximadamente 30 minutos de duração e será executada no dia 04 de Setembro de 2008, nas dependências da Gerencia de Educação de Xanxerê/SC, local onde o curso mencionado está sendo realizado.



1- TEMA
Superação de limites: a importância do outro.



2- OBJETIVOS
O objetivo principal é fazer com que se perceba como é possível a superação de limites e dificuldades, contando com a ajuda de outras pessoas e com a própria vontade de se superar. Mostrar como existem possibilidades infinitas nas situações mais adversas, contando com fatores que contribuem para tal.
Nosso objetivo é, também, contribuir para que se conclua que as deficiências não são empecilhos para a vitória, que todos os objetivos almejados podem ser devidamente alcançados com luta, discernimento, sacrifício e a ajuda de amigos.

3- JUSTIFICATIVA
Considerando que, atualmente, estamos presenciando a inclusão social dos diferentes em todas os segmentos da sociedade, principalmente na escola, vimos à necessidade de mostrar como é possível a superação de limites e de dificuldades. Felizmente, os mais belos exemplos de superação pessoal contam com protagonistas que têm características comuns, na maioria dos casos são pessoas portadoras de necessidades especiais.
O ponto de partida para a elaboração deste plano foi o estudo do livro “Flor de Maio” da escritora Maria Cristina Furtado. A história tem como personagem principal uma pequena e infeliz borboleta que nasceu com uma deficiência na sua asa, sem condições físicas de voar. O desenrolar da estória conta ainda com mais duas personagens que são decisivas no enredo, a formiga e a cigarra, pois auxiliam a borboleta na solução do seu problema. A autora ressalta as dificuldades e os medos enfrentados pelas personagens nas estranhas aventuras por que passam. E, ainda, a alegria e esperança que lhes dão forças para superarem os desafios.
Outro ponto forte da história, destacado pela autora, é a importância das amizades verdadeiras na vida das pessoas, assim como a beleza da solidariedade.
Embasados nesse contexto de luta e superação, surge à necessidade de mostrar quais exemplos da realidade mundial também passaram por adversidades e obtiveram vitória. Também, destacar alguns exemplos de superação encontrados na nossa cidade.
Partindo desta reflexão levantamos três pontos essenciais que estiveram presentes nos exemplos estudados, inclusive no livro “Flor de Maio”: o objetivo de vida, a luta constante e a ajuda dos outros.

4- CONTEÚDO
- Temas Transversais e Ética: questões sociais, valores e atitudes;
- História: personalidades reconhecidas mundialmente, líderes mundiais, relações sociais;
- Biologia/Ciências: Estudo de espécie de planta nativa do país;
- Português: leitura de textos, literatura infanto-juvenil;
- Educação Artística: apresentação de ilustrações contidas no livro “Flor de Maio” da autora Maria Cristina Furtado, e ilustrado por Elma.

5- DESENVOLVIMENTO
Inicialmente colocaremos todos a par do trabalho que será desenvolvido. Começará contando-se a história do livro “Flor de Maio” da autora Maria Cristina Furtado, para que todos tomem conhecimento do enredo trabalhado e reflitam sobre a situação. Em seguida se fará uma breve apresentação dos exemplos de superação mais conhecidos no mundo, mostrando a história de vida dessas pessoas (o músico Ludwig Van Bethoven – surdo -, o físico nuclear Stephen Hawking – tetraplégico-, os pais de Lorenzo Odone – leigos -, a luta de Martin Luther King Jr. – negro - e a vida do músico Ray Charles – cego -), contando com o auxílio de mídia, neste caso o programa de apresentação de slides. Na seqüência serão citados exemplos de perseverança e superação de pessoas da cidade.
Para finalizar, passaremos um vídeo humorístico de parte de uma peça de teatro do grupo “Os Melhores do Mundo”, chamada “ A Saga de Joseph Climber”, que trata de superação. Por fim, debateremos sobre o assunto.

6- RECURSOS UTILIZADOS
* Computador;
* Livro: “Flor de Maio”, da escritora Maria Cristina Furtado;
* CD de cantigas referente ao livro “Flor de Maio”;
* Aparelho de som;
* Internet.

7- AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM
Tendo em vista que a avaliação é um processo contínuo de aprendizagem e que não podemos dizer que a avaliação tradicional mede realmente o grau de aprendizagem, tendemos muitas vezes a avaliar a aprendizagem apenas pela resposta imediata que lhe é exigida. Esta atitude muitas vezes é considerada errônea; porém de algum modo precisamos acompanhar este aprendizado.
Feita essa ressalva, tentaremos acompanhar este processo que deverá ser feito por meio da análise do debate, posterior à aula, da participação e do envolvimento no desenvolvimento das atividades, dos comentários relacionados ao assunto tratado e do conhecimento prévio sobre o tema.

8- BIBLIOGRAFIA
FURTADO, Maria Cristina. Flor de Maio. São Paulo: Editora Brasil, 2004. http://saltoparaofuturoxxe.blogspot.com.br/2008/09/plano-de-aula_18.html

O ABC do primeiro dia de aula no maternal:

Adaptação – Abuse da sua criatividade e use várias estratégias para deixar as crianças à vontade.
Brinquedos e brincadeiras – Devem estar dentro do planejamento diário. Demonstre segurança ao realizá-los.
Confiança – É o que você deve passar para as crianças e para os pais. Eles percebem logo no primeiro dia.
Decoração da sala de aula – Deve ser de acordo com a idade. Animais devem ser explorados, as crianças adoram.
Espontaneidade – É de extrema importância para quem atua nessa área.
Festa – O professor deve transformar este dia numa grande festa, tudo para atrair a curiosidade das crianças.
Gentileza – É um dos itens mais importantes. Os pais estão atentos aos mínimos detalhes.
Horário – Respeite sempre o horário de chegada. Um professor que se atrasa causa sempre má impressão (principalmente professor do maternal).
Igualdade – O tratamento deve ser igual para todos. Não exagere nos agrados, aja com moderação.
Jamais demonstre mau humor – Isso não condiz com um educador.
Livre-se educadamente dos pais – No primeiro dia, a sala fica cheia de pais, e isso, às vezes, prejudica o trabalho.
Educadamente, vá retirando as crianças que estão nos braços dos pais e vá entrosando-as nas brincadeiras.
Música – Nunca deve faltar, é sempre bom usar e abusar. Se possível, resgatar as antigas.
Nunca apareça com a aparência descuidada – Neste primeiro dia, os pais observam suas atitudes e o seu visual também.
Olhos bem atentos às recomendações dos pais – Isso facilitará o seu trabalho no decorrer do semestre.
Paciência – Você vai precisar porque é impossível um professor de maternal não tê-la.
Qualidade – Tente mostrar suas qualidades através de suas atitudes.
Resposta – Esteja sempre preparada para responder às perguntas dos pais, que são muitas. Demonstre segurança.
Sorria – Esta é uma arma fundamental para o professor, o sorriso deve ser uma marca registrada.
Tempo – Procure adaptar e dividir o seu tempo para conversar com os pais e, ao mesmo tempo, dar atenção às crianças.
União – Trabalhe sempre no sentido de compartilhar os afazeres com a auxiliar de classe, que será sua companheira no dia-a-dia.
Visão – Observe quais as crianças que necessitam, aparentemente, de mais atenção, os pais mais exigentes, etc.
Xingamento – Evite qualquer comentário negativo, tanto sobre os pais quanto sobre as crianças.
Zele pelo seu nome – Através de suas atitudes, demonstre confiança e atualize-se sempre.






Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios