BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

domingo, julho 31, 2011

A pulga Filomena> Estímulos literários>31/07/11

 O livro faz uma deliciosa brincadeira com as palavras, sugerindo jogos de palavras com linguagem poética. A cada espirro da pulguinha, ela se confunde com seu próprio nome: Filomena, Lofimena, Menafilo ou Namelofi.

Neuza Lozano Peres

BRINCANDO COM AS SÍLABAS
O que o aluno poderá aprender com esta aula
■Produzir textos orais e escritos;
■Reconhecer o que é uma sílaba através de atividades lúdicas;
■Construir a compreensão existente entre a fala e a escrita;
■Ler e ouvir uma história.
Duração das atividades
3 aulas
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
O aluno deverá ser leitor e escritor iniciante;
Ter trabalhado com ritmo.
Estratégias e recursos da aula
1º atividade:
Organize os alunos em roda e leia o livro " Pulga Filomena" de Neuza Lozano Peres - Ilustrações: Ana Terra. Editora Noohva América.
Antes da leitura, faça uma "puxada de atenção", perguntando:
■O que a ilustração da capa sugere?
■Qual deve ser o assunto do livro?
■Vamos checar nossas hipóteses?
Professor, o livro faz uma deliciosa brincadeira com as palavras. A cada espirro da pulguinha, ela se confunde com seu próprio nome: Filomena, Lofimena, Menafilo ou Namelofi.
Após a leitura, confira com a turma:
■Quais hipóteses se confirmaram?
■Qual a opinião de cada aluno sobre a história?
■Por que Filomena falava "outros nomes" diferentes do seu ?
■Havia algo em comum entre os nomes ditos por ela?
Solicite que retornem para os lugares e produzam uma bela ilustração sobre a história ouvida.

2º Atividade:
Escreva na lousa os "outros nomes" da Filomena, um embaixo do outro:
FILOMENA
LOFIMENA
MENAFILO
NAMELOFI
Peça que observem as palavras e descubram o que elas têm em comum. Anote no quadro as hipóteses das crianças. O objetivo é que percebam que em todas as palavras as sílabas se repetem.

3º Atividade:
Organize a turma em duplas, com conhecimentos próximos e complementares sobre leitura e escrita.
Entregue para cada dupla algumas tiras de papel com nomes de alguns alunos da turma, conforme o modelo abaixo:

CA    RO   LI    NA
FE   LI    PE
MO NI   CA
LU DI   MI  LA

Peça que eles cortem nas linhas e brinquem de construir novos nomes em um determinado tempo estabelecido pela professora. Cada dupla deve anotar os nomes que conseguir montar.
Em seguida, organize a turma em roda e peça que cada dupla leia os nomes anotados, criados a partir de outros nomes.

4º Atividade:
No quadro,construa linhas e margem semelhantes aos dos papeis pautados .
Proponha a escrita coletiva de um resumo da história " A Pulga Filomena" para ser afixada no mural juntamente com os desenhos construídos na atividade 1.
Anote o texto ditado pelas crianças, destacando a diferença entre os modos de falar e os modos de escrever, fazendo os refletir sobre os termos mais adequados para uma escrita.
Proponha, a cada linha construída, uma análise da separação entre as palavras.
Por exemplo, na escrita da frase " (...) quando a pulga", ao final da linha, escreve-se as 4 primeiras letras da palavra " pulg" e pergunta-se:
- Como posso fazer para terminar de escrever pulga se a linha acabou e não cabe a leta "a"?
Qual é a maneira correta de separar essa palavra?
Ouça as respostas, compare e proponha consulta aos outros materiais escritos da sala, para que a turma chegue a conclusão que deverá deixar a silaba " pul" naquela linha ,assinalar com um traço e colocar na linha abaixo a sílaba "ga" .
Promova essa reflexão em todas as linhas para que as crianças consolidem a correta separação das palavras.
Após a construção do texto, leia para as crianças e exponha no mural.

5º Atividade:
Organize a turma em duplas produtivas, quer dizer, com conhecimentos próximos e complementares sobre leitura e escrita e proponha que cada dupla produza uma reescrita da história " A Pulga Filomena" , mantendo a estrutura inicial, a trama, alterando apenas o tipo de animal e o nome da personagem, que deverá ter quatro sílabas para garantir o enredo da história. Proponha que relembrem os acontecimentos da história.
 Leia ou peça que algum aluno leia o resumo produzido e afixado no mural.
Antes de iniciarem a escrita estimule que eles digam os animais e os nomes que poderiam se encaixar na história.
Dessa sondagem oral poderá surgir: PATO, CACHORRO, GATO, GIRAFA, SEVERINA, LISAMAR, BERENICE, CAROLINA, CASIMIRA e ETC.
Circule entre as mesas tirando dúvidas, fazendo intervenções e propondo soluções.
Ao final, cada dupla deve ler seu texto para o grande grupo.
Professor, os textos são excelentes materiais para verificar quais as maiores dificuldades ortográficas . Após análise desse material, escolha 2 ou 3 dessas dificuldades para abordar em sala de aula, através de atividades de reflexão e fixação.
Depois das abordagens mais sistemáticas das dificuldades ortográficas, retorne as reescritas para que as duplas possam revisar suas produções, consertar os erros, adequando às normas ortográficas e produzindo uma versão final, com muito capricho, já que será uma das páginas do livro da turma.
Solicite que ilustrem o texto.
Organize todo o material.
Produza com os alunos um índice com o nome das histórias e uma bonita capa.
O título do livro poderá ser decidido em votação, tornando o processo muito democrático.
Encaderne o livro, promova uma cerimonia de entrega do lviro para a biblioteca da escola.

Recursos Complementares
Para estudo do professor:


Avaliação
A avaliação deve acontecer no processo e no final. Avaliar a participação do aluno, sua contribuição, seu interesse, o trabalho efetivamente realizado. Solicite uma auto-avaliação dos alunos, tanto no que refere ao trabalho realizado em grupo, quanto no que tange à sua participação individual.


Datas que falam
Autor : Vanessa S.C.Galvão 
Co-autor: Rita de Cássia Roger Mariano
Adaptação: literatura Infantil: Krika
Dados da Aula:
O que o aluno poderá aprender com esta aula
• Experienciar, por meio das múltiplas linguagens, o tema Folclore.
• Conhecer as diferentes manifestações folclóricas nas regiões brasileiras pelo viés da arte, da música, da dança, da literatura, da culinária, das crenças e superstições etc.
• Despertar-se para a valorização das diferentes culturas.
• Desenvolver o interesse pela pronúncia correta e a compreensão das frases que parecem “enrolar” a nossa língua por meio dos trava-línguas.
• Apropriar-se da linguagem visual como expressão.
• Apropriar-se da expressão verbal, da memória e da criatividade.
• Despertar a curiosidade e a valorização pela pesquisa e pela cultura escrita.
• Desenvolver a percepção visual e espacial e conhecer os personagens do folclore brasileiro por meio do jogo da memória.
• Desenvolver a habilidade manual.
• Desenvolver a coordenação e o equilíbrio por meio do brinquedo pé-de-lata.
• Conhecer cantigas, brinquedos e brincadeiras do folclore.
• Despertar-se para a preservação do meio ambiente, tendo como referências os personagens folclóricas defensoras da natureza.
Duração das atividades: Dois meses ( sugestão)
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno:
Conversa e registro: sondagem dos conhecimentos prévios sobre o assunto, através de perguntas problematizadoras:
 Quem acha que gato preto dá azar?
 Você já viu o Saci Pererê num redemoinho?
 Quem acredita que o Curupira seja o protetor dos animais?
 Dizem que o Lobisomem aparece em noite de lua cheia...
Você já ouviu a canção Ciranda Cirandinha?
 Já brincou de pique-pega e cabra-cega?
Já comeu arroz com galinha e tutu?
Já viu um tapete feito à mão?
Já dançou quadrilha?
Já assitiu a uma capoeira?
Ah... Tudo isso e muito mais é o que chamamos de Folclore.
Vamos estudar sobre ele e entender onde ele está presente.

Estratégias e recursos da aula:
1° momento:
Rodinha de conversa: levantamento dos conhecimentos prévios, hipóteses e curiosidades sobre o tema do folclore.
2° momento:
 “Mala -surpresa” : dramatizando o folclore.
Mala contendo alguns objetos para ilustrar o tema: corda, livrinho do saci, tapetes, roupa do papel Noel, trabalhos manuais, músicas etc.
3° momento:
Desenho sobre o folclore.
4° momento:
Apresentação das principais personagens do folclore brasileiro.
Contação da história eleita pela maioria das crianças.(Saci, Curupira, Iara...)
5° momento:
 Conto e reconto da história.
6° momento:
Atividade de tentativa de escrita no caderno envolvendo a personagem da história.
7° momento:
Atividade “Jogo da Memória” – um jogo da memória diferente: cada carta com a figura de uma lenda do folclore fará par com uma que contém uma parte de seu corpo ou seu objeto característico.
8° momento:
Aula dialogada: principais características do folclore – leitura de imagens.
Como por exemplo: capoeira, festas tradicionais, comidas típicas,trajes típicos etc.
9° momento: Literatura Infantil/trava línguas


Brincadeiras e jogos de  linguagem são práticas que exploram o lado lúdico e poético da língua.
Nascidas na linguagem oral e na tradição popular,essas práticas se espalham pela língua.
Filomena traz trava línguas também e por isto esta leitura proporciona momentos de deleite e humor.
Filomena está gripada ,vai ao médico, e para surpresa, seu tratamento é treinar trava línguas.
Dentro da temática folclore, leve uma história diferente, no caso, de uma pulguinha danada, que vai encantar a todos com sua saltitante performance.
Vejam trechos:
(...)" Vamos começar o tratamento, repita neste momento:
A traça trancou um traço no trinco trincado.
- Eu repito: A traça traçou um traço no trinco,mas me diga: a danadinha fez isso mesmo, doutor?"
- Agora outra: O caracol no acolchoado, o acolchoado e o colchão aqui no chão."
Culminância:
Desenhos da Filomena;
Novas trava línguas ( num mural por exemplo);
Releitura das imagens ( exemplo: na primeira imagem vemos uma caixa de fósforos: é a casa de Filomena?)
Pergunte: Como sabemos que é a casa da pulguinha?
(resposta: segunda imagem contém palitos de fósforos...)

Sugestão de aula de ciências sobre pulgas
(10º momento)
Conhecer Filomena é uma coisa,mas a pulga verdadeira é outra...
Professora: Uma oportunidade de intertextualidade.

Imagine voltar para sua casa depois de longas férias.
Você pega seus animais de estimação no canil, descarrega sua bagagem e encaminha-se para a cama para se recuperar da longa viagem.
Mas seu sono é tudo, menos tranqüilo.
Durante toda a noite, você é atormentado por minúsculas picadas e coceiras intermináveis.
Não demora muito para você compreender que está sendo atacado por uma multidão de pulgas famintas.
O que aconteceu?
Seus animais de estimação pegaram uma infestação no canil?
Os insetos pegaram uma carona na sua bagagem?
Ou uma multidão deles decidiu se mudar enquanto você estava fora?
É uma ideia horripilante, mas a resposta mais provável é que as pulgas estavam esperando por você.
As pulgas são parasitas - ou formas de vida que se alimentam de hospedeiros - muitas vezes machucando-os de alguma maneira.
As pulgas usam o sangue dos hospedeiros como alimento.
Elas geralmente preferem o sangue de animais de quatro patas que o de humanos; por isso, antes de sair de férias, as pulgas se alimentaram de seus animais de estimação, não de você.
Embora as recém-surgidas pulgas precisem encontrar comida em poucos dias, as adultas podem ficar alguns meses sem uma refeição.
As pupas das pulgas podem também ficar em seus casulos por mais de um ano, esperando para sentir calor corporal e vibrações que sinalizam a presença de hospedeiros próximos.
Então, quando você sair de férias, as pulgas não morrerão de fome - simplesmente esperarão que você e seus animais de estimação retornem.
Quando caminhar para casa depois de estar longe, as pulgas adultas famintas irão se aglomerar em você e em qualquer coisa que tiver pulsação, não importa quantas patas ou pernas tiver.
 As pupas saem dos casulos e procuram pela primeira refeição de sangue.
Sua casa, que parecia limpa e relativamente livre de pulgas quando você saiu, é repentinamente invadida.
A habilidade de viver sem comida é justamente uma das muitas adaptações das pulgas.
Estas adaptações facilitam o modo das pulgas se moverem entre os hospedeiros, alimentarem-se de seu sangue, reproduzirem-se e sobreviverem quando a comida é escassa.
Neste artigo, veremos como estas adaptações tornaram mais dificultoso acabar com as pulgas. Também exploraremos como evitar que as pulgas invadam tua casa e teus animais, bem como a maneira de se livrar de uma infestação.
Parasitas: fora e dentro
As pulgas são ectoparasitas, ou parasitas que vivem fora do corpo.
Endoparasitas, por outro lado, vivem no interior do corpo.
Além das pulgas, o piolho e o carrapato também são ectoparasitas.
As solitárias são um exemplo de endoparasitas.
Os parasitas também podem causar doenças como a malária.
As plantas também podem ser parasitas.
 O visco é uma planta parasita, mas como tem folhas e pode produzir alimento através da fotossíntese, não é um parasita verdadeiro.
Diferentemente de animais que vive em simbiose, os parasitas não ajudam em nada seus hospedeiros.
Mais informações aqui: 
Fonte: http://ciencia.hsw.uol.com.br/pulga.htm

Outra sugestão sobre mais parasitas( piolho e carrapato)
http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=10424

Observação:
Coloquei várias opções envolvendo  assuntos ligados um ao outro.
Chamo de labirinto oral, pois são múltiplas oportunidades de aulas.
Você conhece sua turminha, então ,escolha de acordo com seus objetivos.
Minha proposta é pesquisar temas e sugerir atividades.

10º momento:
Atividades interdisciplinares
Geografia: Assistir ao filme: O Curupira.
Rodinha de conversa: Fazer correlação com outras personagens do folclore que também defendem a natureza.
Matemática: Atividades que envolvam as cores, os números e as formas.
Educação Física: Resgate das brincadeiras e cantigas de roda.
• Mural coletivo: ilustrando parlendas.
• Desenhos, colagens, pinturas envolvendo a temática.

História: Pseudoleitura: Os Direitos do Povo ( leitura informativa)

Apresentação por meio de cartazes três direitos do povo:
Artigo 13
Todo povo tem o direito de falar sua língua, de preservar e desenvolver sua cultura, contribuindo assim para o enriquecimento da cultura da humanidade.
Artigo 14
Todo povo tem direito às suas riquezas artísticas, históricas e culturais.
Artigo 16
Todo povo tem direito à conservação, à proteção e ao melhoramento do meio ambiente.
*Culminância: registro dos desenhos feitos pelos alunos.
Recursos Complementares:
• Tinta guache;
• Massa de modelar;
• Lápis de cor;
• Folha sulfite etc
Avaliação:
A avaliação ocorrerá de forma coletiva, com a participação dos alunos na rodinha, que se posicionarão sobre os pontos positivos e negativos do projeto, e com o registro da participação feito pela professora.
Fonte principal:

Sequência didática
A pulga em mochila
+Atividades




Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios